Por que não vou postar uma foto da minha barriga em uma campanha contra o aborto

barrigadegravida

Acordei ontem com a timeline cheia de amigas grávidas. Quanto amor, quanto neném, quanta ocitocina rolando em cada nó dessas redes sociais! Mas, depois de tomar minha pequena grande xícara de café com leite e esfregar os olhos direitinho, comecei a ler as legendas e vi que era uma campanha contra o aborto. Pelo que entendi, funciona assim: você posta uma foto sua grávida e depois desafia uma amiga a fazer o mesmo e assim por diante. A coisa vai virando uma corrente.

Até fui desafiada por algumas amigas (superqueridas, é bom que se diga), mas, em vez de simplesmente ignorar o pedido, resolvi fazer um post explicando com mais detalhes meus motivos para quebrar a corrente. A campanha se diz contra o aborto e pró-vida, mas eu acho que as duas coisas não conversam. Sou sim pró-vida e é justamente por isso que sou a favor da legalização do aborto.

 

Vamos por partes. Quando dizemos “pró-vida”, estamos falando da vida de quem? Só do bebê? E a vida da mãe? Não conta? O bebê precisa sobreviver e a mulher que se dane. E se esse bebê sobreviver, que tipo de vida ele vai ter? Tudo bem se uma mulher entrar numa clínica num fundo de garagem e ser tratada como uma carne de terceira em um açougue de quinta?

 

Aí você, defensor da moral e dos bons costumes, vai logo argumentar: “Mas também, quem mandou querer abortar? Merece!” (Ah, a nossa facilidade de identificar quem merece ou não merece algum destino… Quantos deuses, quanta onipotência!)]

 

Olha, gente, o buraco é muito, mas muito, mais embaixo.

 

Muita gente não entende e pode até despejar um caminhão de acusações e dedos indicadores apontados para a minha cara. Mas SOU A FAVOR DA LEGALIZAÇÃO DO ABORTO.

 

Aí, algumas pessoas vão me perguntar: “Mas como? Você, que fala tanto dos bebês, de gravidez, de amamentação, de parto natural e todas essas coisas de índio? Mas quanta hipocrisia isso agora, de defender o aborto!”.

 

Eu explico: eu sou contra o aborto em mim, mas, por uma questão de saúde pública, sou a favor da legalização para quem, por algum motivo (e podem existir vários, diversos, alguns até que a gente nunca imaginou) escolhe esse caminho. Não conheço as histórias de todas as mulheres que fizeram, fazem e farão essa opção. Então, simplesmente não dá para julgar.

 

Ter um filho é algo que vira sua vida de cabeça para baixo, que muda tudo e que, às vezes, até te sufoca com tanta responsabilidade. Ainda que isso aconteça de maneira planejada, desejada, em um lar cheio de amor, com mãe e pai plenamente absorvidos pela paternidade e dedicados à tarefa de cuidar daquele novo ser, é EXTREMAMENTE difícil. Imagine quando a situação não se parece em nada com isso?

 

“Ué, mas na hora de fazer foi gostoso”, dirão os puritanos, com dedos em riste. Será que foi mesmo? Em que condições isso aconteceu? Você sabe? E se foi mesmo? Por que ninguém fala isso para o pai?

 

Quantos pais abortam e ninguém fala nada? É que o aborto do pai é mais fácil e livre de julgamentos. Ele simplesmente vai embora, some e nunca mais olha na cara daquela mulher, com a qual ele gerou um filho. Pronto, abortou. Não vai ser mais pai. A criança e a mulher morreram para ele. Ainda é capaz de receber tapinhas nas costas e ouvir elogios: “Fez bem, amigo, saiu na hora certa”.

 

Não fiz nenhuma pesquisa, mas não tenho medo de afirmar, mesmo assim, que, pelo menos 9 (se não 10) entre 10 mulheres, que já realizaram um aborto sofreram – e ainda sofrem, ainda que tenha sido há muito tempo – por isso. Ninguém é a favor do aborto dessa maneira, como apontam os tais pró-vida/contra aborto. Ninguém acha legal ou acorda de manhã pensando: “Nossa, que dia maravilhoso. Quer saber? Acho que vou ali fazer um aborto” ou então “Ah, dane-se. Não vou usar camisinha. Daqui a alguns meses faço um aborto e pronto”. É uma decisão trágica, desesperadora e que marca para sempre a vida da mulher.

 

A diferença é que algumas delas vão de óculos-escuros a clínicas chiques e entregam cheques gordos a recepcionistas bem arrumadas e com brincos de pérolas nos bairros mais ricos das grandes metrópoles. Outras, se submetem aos açougueiros, que mencionei acima. E essas últimas, infelizmente, de maioria negra e pobre, se deitam nestas macas sujas e nunca mais se levantam.

 

Sou contra o aborto, sim, em mim. Por isso não faço. E se você é contra o aborto também, que ótimo: simplesmente não faça também. Mas sou a favor da legalização do aborto, porque sei que as mulheres que decidem fazer, vão fazer de qualquer maneira. Que pelo menos elas possam fazer isso de maneira segura, sem arriscar a própria vida. Que existam menos Jandiras, menos Cláudias, menos Marias e menos Antônias. Afinal, somos ou não somos a favor da vida?

Amamentação e bebida alcóolica: pode ou não pode?

Quando o gênero vira limitador

Rosa para quem gosta de rosa e azul para quem gosta de azul

Anúncios

3.342 opiniões sobre “Por que não vou postar uma foto da minha barriga em uma campanha contra o aborto

  1. Cacau, você é uma pessoa má. E a maldade, diferentemente da simples ignorância é intransponível. Como o Raul disse de forma irretocável: sua solução para a miséria do mundo é ainda mais abjeta do que ela. Que Deus tenha misericórdia de ti!

    • NossaSue, estou tãããaõ preocupada com o que vc acha de mim… Eu me esqueci que vc se considera a dona da verdade e da razão mundial.

      CAI NA REAL !!!!

      Eu sei que vc não se importa mas eu acho que vc é uma imbecil, conservadora e limitada. Além de ter a mente não fechada que nunca poderá servir de apoio para ninguém, pois quem te conhece sabe que de vc terá apenas dedos acusadores.

      Eu que digo, que Deus tenha misericórdia de sua alma.

      • Esta tua resposta para Sue mostra a pessoa que você é. Exatamente aquela que a mesma Sue resumiu em uma palavra: má. Ela diz isto, e qualquer outro poderia fazê-lo ao ver o tipo de defesa e argumentação que você faz em defesa do aborto. Mas mesmo assim ela pede misericórdia pela sua alma. Em resposta ela recebe “uma imbecil, conservadora e limitada”.

      • Queira você ou não, Cacau, a religião fundou os alicerces da nossa sociedade. Tentar retirá -la da vida pública e das discussões é trabalho para idiotas, como a senhora.

      • Não se trata apenas de religião, querida Cacau… Pensadores iluministas como John Locke acreditavam que o homem tinha 3 direitos naturais, e um deles era à vida.

      • Não é questão de religião e sim e bom senso, hoje engravida quem quer, pois nos postos de saúde dão anticoncepcional e camisinha, e para você e outras jumentas que não sabem o aborto é legalizado em caso de estrupo, agora como vamos ter dó de uma pessoa que sabia como evitar uma gravidez e não evitou pq não quis? Você acha bacana legalizar o aborto para as pessoas que engravidaram pois não quiseram usar camisinha e nem tomar anticoncepcional?? Isso não é muito egoísmo?? Conheço duas pessoas que foram estrupadas e conseguiram fazer o aborto pelo SUS, tudo legalizado certinho, nesse caso super concordo, pois no caso, elas ficaram em choque e o SUS disponibilizou a elas todos os tratamentos necessários e até hoje passam por terapia, mas também conheço uma que foi estrupada e msm assim decidiu ter o filho (isso por que ela quis e ficou com medo de fazer aborto, msm o governo liberando isso a ela) cada um decidi o que quer, agora legalizar o aborto pra essas sem vergonha que adoram dar sem caminha e nem se preocuparam e tomar anticoncepcional é muito palhaçada, sabe como evitar e não faz, nenhuma vida é melhor que a outra, a vida de uma mãe não é melhor que de um filho.

      • Então vc está dizendo que todos os países ricos, civilizados em que o aborto é legalizado, as pessoas não tem acesso a informação, não tem acesso a contraceptivos? Sério que é esse o seu argumento?
        Acidentes acontecem e um filho é uma gigantesca responsabilidade. Não sou que devo dizer o que cada um deve fazer com sua vida. Se quer ter um filho, que tenha. Se quer interromper a gravidez, que interrompa. Cada um sabe da sua vida.

      • Cada um sabe da sua vida. Mas para Cacau o feto, que é vida, não importa. Se o aborto é feito em países ricos é prova de que é bom. É sério que este é o seu argumento?

      • São países que tem tanto conservadores e religiosos como aqui. Acontece que lá são países realmente laicos em que colocaram como prioridade a mulher, pois sabiam que querendo ou não elas fazem abortos. E sabem que uma mulher que faz aborto, não é um risco para a sociedade, portanto não é uma criminosa. Se vc é contra o aborto, não faça. Simples assim. Cada um cuida da sua vida.

      • Quem faz aborto mata um ser indefeso. E isto sim é da minha conta. Mulheres como você, Cacau, são um perigo para as próximas gerações, matando in utero os “indesejados” e premiando com um “direito” adquirido os irresponsáveis.

      • Vale a pena lembrar que os fetos abortados são em sua maioria do sexo feminino. Esta é a preocupação com as mulheres expressa pelos “progressistas”?

    • Querida Sue, se você fosse estuprada, acho que mudaria seu ponto de vista. Pois eu fui. E tive que fazer meu aborto no interior, numa roça, perto dos porcos e galinhas. Sou depressiva, tomo remédios pra isso até hoje, nunca mais serei feliz. Mas seri ainda mais infeliz se todos os dias e olhasse no olho do meu filho, e visse aquele monstro que me violentou com tamanha violência e frieza. Espero que você nunca passe pelo que eu passei. Eu apenas desejei estar morta.
      Tenho 17 anos, fui estuprada com 13. Estava voltando da escola. Eu ainda era virgem. Perdi minha virgindade, minha dignidade, e meu amor próprio. Ate hoje sinto nojo de mim. Não gostaria de sentir nojo do meu bebê também. Esqueça sua religião controladora e impositora e pense um pouco em pessoas que sofrem de verdade, que sentem na pele o terror de ser violentada. É muito fácil ficar repetindo o que padre e pastor fica pregando por aí. Eles nunca foram molestados, nunca serão.
      Mas eu fui, eu era uma criança, eu ainda brincava de boneca. Hoje vivo num quarto escuro, parei de frequentar a escola, parei de ver amigos, hoje só vejo minha mãe, e morro de medo de qualquer voz masculina, mesmo que seja a de William Bonner quando minha mãe assiste o jornal, eu não ouço ele falando sobre noticias, e ouço ele dizendo as barbaridades que aquele velho dizia pra mim enquanto arrancava a minha calça e a minha calcinha. Fiquei no chão sangrando durante toda a noite, e madrugada. Me encontraram no dia seguinte de manhã e me levaram as pressas pra um medico. eu estava em estado de choque, não conseguia dizer a ninguém o que aconteceu. Mas lembro da enfermeira me perguntar “quem fez isso com você? você precisa me dizer. a gente precisa denunciar esse monstro”
      Ele me pegou pela frente, e por trás, bateu muito a minha cabeça no chão.
      Fui ferida por fora e por dentro.
      Meça suas palavras, querida Sue. Que DEUS tenha misericórdia de ti, e não da Cacau, que é uma pessoa tão boa, que apesar de tomar a decisão linda de ter um lindo filho com o homem que ela ama, entende pessoas que como eu, foram vitimas dessa injusta violência. Então, que Deus tenha misericórdia de ti, e que você nunca passe pelo que eu passei!
      Obrigada Cacau, por entender as situações de outras pessoas. senti sua boa energia daqui. ♥

      • Mariana, escrevo chorando porque ler suas palavras, uma experiência que ninguém deveria passar, tira um pouco de minha vida, de fé na humanidade.

        Queria ter as palavras certas para te dizer, qualquer uma que pudesse tirar esse peso de suas alma, do seu corpo. Não deixe que a monstruosidade que aconteceu com vc dite quem vc é, nem por um segundo. Vc tem uma vida e um mundo para vivenciar. E sei que tal agressão ficará tatuada em sua alma para sempre. Mas faça outras tatuagens em sua alma, aquelas por suas escolhas, aquelas de alegria e amor.

        Mariana, se sinta abraçada por mim agora e diariamente, não apenas por mim, mas por todas que lerem sua história. Te desejo força, muita força. E que acredite que tem um mundo e pessoas incríveis que querem fazer parte de sua vida com a única intenção de te fazer feliz. Beijos.

      • Mariana Andrade, quantas vezes você replicou o mesmo texto neste campo de comentários??
        Para alguém que vive sob a ação de anti-depressivos e não pode ouvir sequer uma voz masculina, você está bem conectada, hein!!!

  2. É tudo simples…
    Não é a favor do aborto? Não faça!
    Não é a favor do uso de drogas? Não use!
    É homofóbico? Não se relacione com o mesmo sexo!

    É inadmissível julgar e criticar a liberdade que o outro tem em ser e pensar diferente. A mudança está dentro de cada um!

    • Claro que é simples, Viviane…
      Não quer estuprar, não estupre!
      Não quer torturar animais, não torture!
      Não quer roubar, não roube!
      É inadmissível julgar e criticar a liberdade que o outro tem em ser e pensar diferente!

      • Olha a deturpação. Uma pessoa que estupra está agredindo uma outra pessoa. Pode ser sua mãe, irmã, amiga.
        Uma pessoa que tortura animais está novamente agredindo. Podem estar torturando o seu animal de estimaçaõ
        Uma pessoa roubar, está prejudicando outra pessoa. Podem roubar sua casa.

        E tudo isso é crime, em qualquer parte do mundo.

        E como vc pode ver, tudo isso citado acima pode ser pessoal a vc.

        VC se drogar, fumar ou beber, vc está prejudicando a si mesmo. é uma escolha sua
        Vc se envolver com uma pessoa do mesmo sexo é uma escolha sua.
        ter ou não ter um filho também é escolha da mulher. Pois essa escolha não tem nada a ver com vc, não tem nada a ver com sua vida, e nem de ninguém, o máximo é com o namorado ou marido. E se vc não é um deles, tem que se calar e cuidar de sua vida.

      • Vou ser bem detalhista pra você, Cacau, mas só porque você tem um déficit cognitivo quase intransponível:
        Na equação do aborto há a mãe e o feto. Como o feto é fruto da cópula entre dois seres humanos, e possuiu material genético de ambos, o mesmo também é um ser humano. Quando a mãe, aconselhada por pessoas como Cacau, decide fazer o aborto, a criança é exterminada em um procedimento cruel, sendo retirada aos pedaços.
        Como uma pessoa que se diz boa e benevolente, como Cacau, não consegue enxergar que o aborto é uma agressão direta ao direito de vida ao feto?? E depois diz que eu estou “deturpando” a discussão. Todos os exemplos que dei são de agressão a terceiros, assim como o aborto.

  3. Sou contra o aborto em todos os casos e por motivos aqui já descutidos, venho aqui apenas para informar a moça que é a favor da morte que antes de usar o nome da Elba Ramalho como sendo uma pessoa que fez o aborto, vai atrás e pesquise a sua luta hoje e convido a todos a escutar o que ela tem a dizer.Fui ao um show aqui em Campinas , e ela conta a sua historia de vida arrependimento por ter feito esse mal. Pessoas que são a favor deste ato convido também a entrar site providaanapolis e vai ter vários pronunciamentos de mães que fizeram o aborto, Cacau gaste seu tempo em ajudar essas mães despreparadas a ter um filho com dignidade e amor, amor, amor.

    • Querido se você fosse estuprada, acho que mudaria seu ponto de vista. Pois eu fui. E tive que fazer meu aborto no interior, numa roça, perto dos porcos e galinhas. Sou depressiva, tomo remédios pra isso até hoje, nunca mais serei feliz. Mas seri ainda mais infeliz se todos os dias e olhasse no olho do meu filho, e visse aquele monstro que me violentou com tamanha violência e frieza. Espero que você nunca passe pelo que eu passei. Eu apenas desejei estar morta.
      Tenho 17 anos, fui estuprada com 13. Estava voltando da escola. Eu ainda era virgem. Perdi minha virgindade, minha dignidade, e meu amor próprio. Ate hoje sinto nojo de mim. Não gostaria de sentir nojo do meu bebê também. Esqueça sua religião controladora e impositora e pense um pouco em pessoas que sofrem de verdade, que sentem na pele o terror de ser violentada. É muito fácil ficar repetindo o que padre e pastor fica pregando por aí. Eles nunca foram molestados, nunca serão.
      Mas eu fui, eu era uma criança, eu ainda brincava de boneca. Hoje vivo num quarto escuro, parei de frequentar a escola, parei de ver amigos, hoje só vejo minha mãe, e morro de medo de qualquer voz masculina, mesmo que seja a de William Bonner quando minha mãe assiste o jornal, eu não ouço ele falando sobre noticias, e ouço ele dizendo as barbaridades que aquele velho dizia pra mim enquanto arrancava a minha calça e a minha calcinha. Fiquei no chão sangrando durante toda a noite, e madrugada. Me encontraram no dia seguinte de manhã e me levaram as pressas pra um medico. eu estava em estado de choque, não conseguia dizer a ninguém o que aconteceu. Mas lembro da enfermeira me perguntar “quem fez isso com você? você precisa me dizer. a gente precisa denunciar esse monstro”
      Ele me pegou pela frente, e por trás, bateu muito a minha cabeça no chão.
      Fui ferida por fora e por dentro.
      Meça suas palavras, querido
      A Cacau, é uma pessoa tão boa, que apesar de tomar a decisão linda de ter um lindo filho com o homem que ela ama, entende pessoas que como eu, foram vitimas dessa injusta violência. Espero que nem sua irmã, nem sua mãe nem sua filha passem pelo que eu passei. Foi o pior dia da minha vida. Sofrerei eternamente.
      Obrigada Cacau, por entender as situações de outras pessoas. senti sua boa energia daqui. ♥

  4. E se o aborto foce a ultima opção de sua mãe quando ficou grávida de você Cacau? Você continuaria entoando essa hipocrisia de que o aborto deve ser facultativo? A maior defesa da mulher é que sendo largada pelo pai do bebe fica sem opção e com isso o aborto surge como solução, não seria mais bonito uma briga por uma pensão contra o pai do bebe, do que uma briga judicial contra acusação de crime de aborto? Felizmente nossas vidas são dotadas de um horizonte gigantesco de opções. Posso imaginar o grande problema que teria uma mãe solteira grávida de alguém com outra família constituída se relutando em assumir a paternidade; fácil pra mim falar que é simples as soluções, porém não é, mas o que aquela nova vida que surge tem a ver com a irresponsabilidade de “pais”, se é que assim podemos denomina-los. Pense que essa vida poderia ter sido você, não sou dono da verdade, mas pense a vida com outros olhos, de valor a vida. Não tenho filhos, mas crianças nos transmite uma paz capaz de transformar o pior dia de nossas vidas com um simples sorriso, puro e livre de qualquer sentido de maldade é simplesmente carinho, como podemos tirar a vida de um ser assim, isso é a destruição propriamente dita do milagre da vida . Por favor Cacau não sou padre nem filósofo mas pense antes de postar refrões de filhos de chocadeira(nada ver com galinhas não me entenda mal) mas todos nós passamos por todas as etapas da vida, vamos ser bons as crianças que um dia fomos e talvez perturbamos bastante gente e também vamos ser gentis com os mais velhos pois é nosso futuro que aguarda. Obrigado!

    • Vítor, se a pessoa escolhe ter um filho vai ter que aguentar e dar o sangue para transformar o filho em um bom cidadão, e não ficar com mimimi porque tem dificuldades, que o governo não ajuda, blá, blá, blá.

      O que se discute é a liberdade de escolha da mulher, para mim isso é indiscutível.

      E quanto a minha mãe, ela escolheu me ter, se tivesse me abortado, teria acontecido o que? Eu seria uma alma penada gritando: Eu não nasci, eu não nasci..

      Poxa, vamos ter um pouco de bpm senso, assim como idiotas que falam: “Só é a favor do aborto quem está vivo.’ Dãããããããã…. esses deveriam ter autorização para fazer aborto a qualquer momento, são imbecis demais para poderem ter filhos.

      • Cacau diz defender a liberdade de escolha ao mesmo tempo que afirma que pessoas que pensam diferente dela não deveriam ter “autorização” para serem pais.
        Afirma que preza pela responsabilidade e defende o aborto como solução para os “responsáveis” surpreendidos com a gravidez após, vejam só, manter relações sexuais!
        Coerência não é o forte da Cacau.

      • em nenhum momento disse que sou a dona da verdade, mas te garanto que cerca de 80% dos que são pais não deveriam ser, aliás não deveriam nem ter animais de estimação.

      • E defendendo este ponto de vista se apresenta como a respeitadora das opiniões divergentes e da liberdade individual.
        Não há argumento melhor contra a Cacau do que deixá – la falar.

  5. Como vejo que você tem uma opiniao formada, fique com ela. Mas a minha é: todo ser humano tem direito de viver. Eu acho que MUITO mais importante que a legalização do aborto é a educação e a informação dessas mesmas mulheres que fariam isso, pra que evitem a gravidez, e maior acesso a métodos contraveptivos para as mulheres, como nouvaring, DIU hormonal, implantes e outras opções mais modernas que MUITAS mulheres não tem acesso. E na pior das hipóteses, acompanhamento dessas crianças pra adoção, dando a chance de viver pra essas pessoas, que não tem culpa das ações e irresponsabilidades dos pais. Eu acho que se todas as mulheres pensassem como você, o mundo não seria um lugar melhor, e muitas pessoas que poderiam fazer a diferença na nossa sociedade, nem teriam a chance de nascer, e eu não acho isso justo.

  6. Olá Cacau! Bom não te conheço, mas li e consegui compreender tudo que vc escreveu. Tenho o mesmo ponto de vista que você! Pois Deus nos deu o livre arbítrio, todos podem escolher p seu caminho e quem decide abortar vai fazer em qualquer lugar independente da situação socioeconômica! E realmente é muito fácil fazer comentários e falar sobre a mulher que fez o aborto, mas que coisa !? Ninguém lembra do homem pois é claro a mulher fez sozinha!
    Infelizmente nossa sociedade é machista. Por mais que as pessoas digam que não no fundo são sim!

    • Nati, considerando o que você escreveu, te pergunto:
      -Sendo você uma pessoa que repudia o machismo, e que acredita na responsabilidade conjunta no caso de gravidez, poderia o homem exigir que a mulher abortasse caso não consentisse com a gestação?? A despeito da vontade da mulher de ter o filho?? Como isto seria resolvido pela justiça?

      • Já é resolvido, se o cara não quer assumir a paternidade ele não assume mesmo. Agora cabe a mulher assumir, e tem que assumir, não adianta ir na justiça chorar pensão, sabendo que o cara não quer ser pai. O cara é um canalha, mas a mulher tem que saber disso ao escolher ter o filho.

      • Cacau vive em uma realidade paralela. Nela, nenhum homem é obrigado a pagar pensão. Não existe teste de paternidade ou meios da mulher comprová-la. Nenhum juiz, em toda a história do país, obrigou um homem a pagar pensão e dar seu nome a um filho que foi indesejado.

      • Não, meu caro eu sei que existe assim como conheço várias mulheres que criam os filhos sozinhas porque os pais sumiram no mundo.
        Vc que vive em um universo paralelo, não eu.

      • As mulheres que você conhece e OPTARAM por criar sozinha seu filhos fizeram uma escolha. A lei permite às mães buscar direitos referentes à pensão alimentícia. Esta sim é uma escolha legítima. A escolha que você propõe é criminosa.

  7. Acho assim a cada um tem sua opinião e eu respeito mas também acho que ha várias maneiras de evitar uma gravidez por nao pensar antes de recorre ao aborto sendo que ela propria poderia ter evitado essa gestação por isso que eu sou contra ao o aborto hoje dia so engravidar quem quer porque os metodos de evitar nao sao caro e nos posto de saude dao remédios injeções e camisinha e etc. Por isso sou contra ao aborto so sou a favor ao aborto quando ha mal formação fetal ou quando a mulher sofre um estupro nao sendo esses motivos sou totalmente contra mas respeito a opinião de quem e a favor

  8. Quem quer abortar vai abortar de qualquer maneira! Não sou a favor do aborto, mas sou a favor da legalização! Concordo plenamente com a Cacau… Não tem como saber os mais variados motivos para um aborto, mas eles existem, ainda mais hoje em dia, que no começo da gravidez ja se pode saber se a criança tem algum tipo de deficiência, ou se a mãe corre algum risco de morte, sei lá… nem todo mundo está preparado para essas coisas… e todas sabem como se prevenir desde cedo, isso se aprende até na escola, se uma pessoa inconsequente engravida e se arrepende, melhor um aborto do que trazer a criança ao mundo para sofrer, SIM! sofrer, pois é na infância que se tem os piores traumas, depois crescem, acabam largados nas drogas como muitos por ae… na maioria das vezes, é exatamente assim que se forma um bandido, falta de estrutura! uma coisa leva a outra! a mulher que um dia fez um aborto por algum motivo, provavelmente vai se prevenir melhor… minha opinião…

    • É verdade, Annie! Depois estes adultos que sofreram na infância ficam querendo legalizar o aborto e matar crianças inocentes! Quantas Annies a menos teríamos!? Seria um alívio. #SQN

      • Até agora apenas vi raiva nos comentários dos que são contra o aborto, dizendo que a mãe dos que são a favor do aborto deveriam tê-las abortado. Em nenhum momento vejo pessoas a favor do aborto desejando que pessoas as pessoas contra o aborto tivessem sido abortadas.

        Simplesmente porque quem defende a legalização do aborto, defende a ESCOLHA, nada além disso.Se vc está vivo é porque sua mãe escolheu, se eu estou vida é porque minha mãe escolheu, e acredite, se ambas não quisessem ter, elas teriam abortado.

      • Cacau, não projete em mim um ódio genuinamente seu. Não desejo o aborto “retroativo” para os que são favoráveis a esta prática. Até porque nada justifica o aborto. Já as tuas justificativas são muitas, mas sempre maquiadas de uma benevolência inexistente: “imagina uma criança sem amor! oh, imagina se nasce e torce para o vasco!”
        É espantoso como as pessoas que defendem a curetagem de fetos, desmembrar uma criança indefesa dentro do útero, julguem-se superiores e dotadas de uma amor divino inigualável. E eu, que defendo a vida, sou acusado de odioso.
        É realmente a inversão sistemática de todos os valores.

      • Até o momento eu fui xingada de todas as formas por apoiar a escolha da mulher.

        E uma criança que nasceu merece proteção sim. Vc que acha que não. Foda-se se a mulher tem ou não condições de criar seu filho, que jogue no orfanato se não pode criar.

        Não me venha com essa que todo mundo pode ver que não fiz nenhuma declaração raivosa.
        Se a pessoa é contra o aborto, não faça. Simples assim.

        Só porque o aborto é legalizado não quer dizer que a mulher tem que abortar.

        Vou sempre apoiar a escolha da mulher sim. Seja levar uma gestação adiante, seja interromper uma gestação.

      • Defender o extermínio de um inocente não é ódio?? Curetar e desmembrar um ser humano incapaz de se defender não é odioso??
        Se dizer pelo direito de “escolha” das mulheres não elimina a atrocidade do ato que você defende com tanta obstinação. O feto é um ser completamente distinto da mãe e seu direito à vida deve ser preservado, não importa quantos motivos de ordem psicológica ou material possam alegar as abortistas. O direito à vida nunca pode ser relativizado.

      • Mais uma vez, é permitido o aborto em caso de estupro, consequentemente a legislação não considera o feto uma pessoa, e portanto não é assassinato.
        Pode continuar com esse seu bla´, blá, blá…. vcs vão fazer o que? proibir o aborto em caso de estupro?

      • Ao entrar em um orfanato e deparar-se com a triste realidade de crianças abandonadas, o coração de Cacau enche-se de alegria e esperança: “um dia não haverá orfanatos, porque todas as crianças indesejadas estarão mortas! Se minha vontade fosse feita há anos atrás, nem mesmo estas existiriam”

      • Cacau, me aponte na legislação o trecho que afirma que o feto não é um ser humano. É, ele não existe. E se a legislação é a regra mestra que doutrina a sua vida, e baliza todas as discussões filosóficas, então sua tese está definitivamente perdida. A lei não está com você.

      • Quando ele permite que se faça aborto descriminalizado em caso de estupro. Acabou aí qualquer argumento. Por ser uma gestação indesejada, não é uma vida preciosa como vcs pregam, perante a lei ela é totalmente descartável, legalmente descartável.

        Boa noite.

      • Vamos repetir pra Cacau entender:
        O aborto em determinados casos não é punido, mas é sempre crime.
        E mesmo que a legislação não o considerasse como tal isto não seria a prova de que o feto não é um ser humano.
        Cacau consegue usar argumentos que falam contra a tese que ela mesmo defende.

      • A vida é preciosa, Cacau. Inclusive a sua. Descartáveis são seus argumentos.
        Colocarei um a um no seu devido lugar: o lixo.

  9. Bem, se ter um filho vira a vida da gente de cabeça pra baixo e esse seria um bom motivo pra abortar, espero que, quando a crise financeira ou qualquer outra te sobrevier, você se mate! Covardia por covardia, pelo menos essa será cometida por você contra você. A forma mais segura de não engravidar é não praticar o sexo, mas isso essa cambada não quer! Mulher que aborta é fraca, covarde e egoísta. Se não gosta do cara, por que transa com ele? Se não está preparada pra ser mãe, por que arrisca? Filhos crescem e muito mais rápido que podemos dar conta. Essas hipócritas que vivem defendendo seus direitos são as primeiras a interromper o direito do outro sem sequer dar-lhes chance de defesa. Você e as outras que pensam como você são um lixo! Eu só seria a favor do aborto se fossem as mães de vocês que o tivessem praticado quando esperavam o nascimento dessas vergonhas para o sexo feminino.

    • Verdade, tantas mulheres q param quimioterapia para terem seus bebês! Realmente, mulheres a favor do aborto são uma vergonha, ainda mais quando já são mães!

    • Minha querida, e quando você é estuprada? Hein????? COMO VC TEM A OPÇÃO DE NÃO PRATICAR O SEXO QUANDO VC TEM APENAS 13 ANOS E É ESTUPRADA???????????
      QueridA se você fosse estuprada, acho que mudaria seu ponto de vista. Pois eu fui. E tive que fazer meu aborto no interior, numa roça, perto dos porcos e galinhas. Sou depressiva, tomo remédios pra isso até hoje, nunca mais serei feliz. Mas seri ainda mais infeliz se todos os dias e olhasse no olho do meu filho, e visse aquele monstro que me violentou com tamanha violência e frieza. Espero que você nunca passe pelo que eu passei. Eu apenas desejei estar morta.
      Tenho 17 anos, fui estuprada com 13. Estava voltando da escola. Eu ainda era virgem. Perdi minha virgindade, minha dignidade, e meu amor próprio. Ate hoje sinto nojo de mim. Não gostaria de sentir nojo do meu bebê também. Esqueça sua religião controladora e impositora e pense um pouco em pessoas que sofrem de verdade, que sentem na pele o terror de ser violentada. É muito fácil ficar repetindo o que padre e pastor fica pregando por aí. Eles nunca foram molestados, nunca serão.
      Mas eu fui, eu era uma criança, eu ainda brincava de boneca. Hoje vivo num quarto escuro, parei de frequentar a escola, parei de ver amigos, hoje só vejo minha mãe, e morro de medo de qualquer voz masculina, mesmo que seja a de William Bonner quando minha mãe assiste o jornal, eu não ouço ele falando sobre noticias, e ouço ele dizendo as barbaridades que aquele velho dizia pra mim enquanto arrancava a minha calça e a minha calcinha. Fiquei no chão sangrando durante toda a noite, e madrugada. Me encontraram no dia seguinte de manhã e me levaram as pressas pra um medico. eu estava em estado de choque, não conseguia dizer a ninguém o que aconteceu. Mas lembro da enfermeira me perguntar “quem fez isso com você? você precisa me dizer. a gente precisa denunciar esse monstro”
      Ele me pegou pela frente, e por trás, bateu muito a minha cabeça no chão.
      Fui ferida por fora e por dentro.
      Meça suas palavras, querido
      A Cacau, é uma pessoa tão boa, que apesar de tomar a decisão linda de ter um lindo filho com o homem que ela ama, entende pessoas que como eu, foram vitimas dessa injusta violência. Espero que nem VC , nem sua irmã, nem sua mãe nem sua filha passem pelo que eu passei. Foi o pior dia da minha vida. Sofrerei eternamente.
      Obrigada Cacau, por entender as situações de outras pessoas. senti sua boa energia daqui. ♥

      • A tua infelicidade provém do crime que cometeste. Se teu filho tivesse nascido, duvido que olharias para ele com tamanho ódio. Teu filho não teve culpa nenhuma do mal que fizeram a ti, mas mesmo assim foi punido com a sentença de morte. Outro fato interessante é que a lei brasileira prevê o aborto em caso de estupro, então acho estranho que tenha sido realizado entre “porcos e galinhas”.

      • Vc se espanta? vc acha que é só ir até o posto de saúde dizer que foi estuprada e realizam o aborto? Antes fosse. Mas não, aqui ainda fazem uma tortura com a mulher para conseguir o aborto.
        E não se espante Mariana, ele é daqueles que acha que tem o direito de fazer as escolhas de SUA vida.

      • Cacau, mais uma vez comprova toda a seu desconhecimento. A lei permite o aborto em caso de estupro.
        Mas gostaria de ouvir sua sugestão, já que você supõe que o SUS não cumpre com a sua função nos casos de aborto realizado em virtude de um estupro. Qual a solução? Legalizar todo o tipo de aborto e aumentar a demanda do SUS??? Mais impostos??

      • Eu sei, mas muitos médicos acham que precisa de autorização judiucial, e para realizar o aborto em consequencia de estupro precisa de exames, avaliação de 3 médicos. Quero ver provar que foi estuprada pelo namorado ou marido. Isso as pessoas ignoram completamente.
        Veja quanto o SUS gasta em internações de mulheres que fizeram abortos clandestinos e depois vem falar em valores.
        E aborto de poucas semanas podem ser feitas com remédios, apenas um acompanhamento médico.

      • Mariana Andrade,
        Não é interessante que uma vítima de estupro, que não suporta ouvir a voz de um homem e que se sinta amaldiçoada por este evento trágico, somado a um aborto realizado em condições precárias, frequente uma página sobre mães, filhos e assuntos relacionados, inclusive aborto??
        Ainda mais estranho é o fato de ter sido atendida por um médico, que além de notificar o caso deveria ter dado vacinas, colhido exames laboratoriais e dado medicação para HIV (como profilaxia), DST e feito seguimento para o caso da necessidade de um aborto.

  10. Existe milhares de métodos contraceptivos e a pessoa por descuido próprio vai engravida e depois quer tirar a vida do outro que não pediu pra ser gerado. Me poupe né. Se ela morrer na mão de “açougueiros” o problema é dela, a escolha de estar ali foi tomada por ela.

      • Com 7 semanas eles tem 1 cm com coração batendo e sistema nervoso começando. As 12 semanas ele mede 7, 8 cm e já está com todos os órgãos formados, praticamente só aumenta de tamanho! E esse papinho d encubadora? Perdeu a chance d calar a boca!

      • Não, não tem. Eu fiz um aborto com 8 semanas e tinha 4 mm o embrião.
        Deveriam ter colocado em uma encubadora.
        Mulheres vão continuar abortando, vc queira ou não.
        Se permitem em caso de aborto, já prova que não é assassinato, como vcs pregam. Portanto já passou do tempo de descriminalizarem o aborto.

      • Fiz uma eco d 7 semanas da minha menininha, sozinha como foi a gravidez (pois é, nem por isso fui covarde e abortei), e ela tinha 9mm, tranquila com seu coração batendo DENTRO DA MINHA BARRIGA! E vc ainda teve coragem d medir o filho q matou? Aquele q agora iria estar t amando, praticamente idolatrando, com um amor q nunca tem fim, q nem explicação é possível dar. Vc não merece nada disso, não merece ser feliz, não merece nada!

      • Minha nega, estou pouco me fodendo para o que vc acha. E eu tenho meus filhos, sou feliz. E desejo a felicidade a todos. Não carrego esse ranço podre na alma como vc.

        Se uma mulher ESCOLHE ter um filho, mesmo que seja uma fodida na vida, que tenha e seja feliz, mas que nem venha reclamar que a vida é difícil. E quem ESCOLHER não levar a gestação adiante, que interrompa a gestação e tenha seu filho quando achar que é o momento certo.
        Toda a mulher tem direito de escolha. Todas as mulheres dos países civilizados tem essa escolha.Ao menos agora as mulheres podem ir até o Uruguai e realizar um aborto gratuitamente.

        Aliás, caiu para zero o número de mortes de mulheres por conta de abortos mal realizados. Parabéns Uruguai, um dia a República das bananas chega nesse ponto.

      • Parabéns pelo seu linguajar, imagino a educação q recebeu e q dá a seus filhos. Repetindo, tenho dó d vc e ainda mais dessas crianças q “caíram” na sua mão! Fica com Deus, vc ta precisando, mto!

      • rsrsrsrsrs meus filhos são educados, extremamente inteligentes, e não estou jogando confete como a maioria das mães fazem com seus filhos medíocres. Os meus são brilhantes, eternos médias 10, altruístas e amorosos.

        E são brilhantes porque quando eu ESCOLHI tê-los eu os fiz assim.
        Fiz 2 abortos, 1 quando tinha 17 anos, coito interrompido de um namorado meu que estava há 2 anos, e seria uma gigantesca estupidez ter um filho com essa idade. Escolhi a minha vida, o meu futuro. Não tenho nenhum arrependimento.

        Meu segundo aborto, eu estava casada, já tinha 2 filhos e engravidei tomando pílula, não havia espaço para outra criança, não seria uma boa mãe para essa criança e toda criança merece a uma mãe que seja totalmente comprometida com ela. Também não tenho nenhum arrependimento.

        E mantenho. Se vc é contra o aborto, não faça. O aborto ser descriminalizado não vai te obrigar a fazer aborto. Simplesmente mulheres que queiram abortar, o façam em segurança.

        Minha campanha é pela vida, que cada um cuide da sua e pare de meter o bedelho na vida dos outros,

      • Realmente, vc é uma pessoa vazia, não vou perder meu tempo precioso com alguém como vc q “não fede nem cheira”, q tem argumentos vazios q não mudam nada! Passar bem!

      • Cacau, o número de mortes por abortos no Uruguai não caiu para “zero”. A militância abortista atua desta maneira: inicialmente insuflam o número de abortos para milhões, com milhares de mulheres mortas todos os anos até que algum projeto venha legalizá-lo. Após a aprovação, de forma miraculosa o número de abortos cai!! Minha Nossa Senhora!!! que milagre!!! Não, sua idiota, é que o número era inventado por quem defende o aborto. Parece o Lula , em suas palestras na Europa, que afirmava que o Brasil tinha 30 milhões de crianças vivendo nas ruas. Em termos de moralidade, Lula e Cacau estão empatados.

      • Ué, então se o número de abortos são baixos, que descriminalizem de uma vez.E os dados são da saúde, não são inventados, mesmo porque se fosse assim não teriam base para sustentar uma defesa.

        lulla pode inventar como sempre inventa dados, ele não quer mudar uma legislação.

        Cara, estamos falando de dados de diversos países. Cai na real. Vc acha que se muda uma legislação com achismo? Me poupe.

        E acho ótimo o Uruguai ter legalizado o aborto, é uma opção para as brasileiras.
        A verdade é que vc não consegue cuidar da sua vida, vc quer se meter na vida dos outros.
        Já falamos sobre isso.

      • Achismo!!! KKKKKK
        Você é uma piada!
        Mostre um único dado confiável, de fonte isenta, que comprove a tua tese.
        E a discussão sobre o aborto não se limita a estudar se prática é exercida na ilegalidade ou não.
        Não sei se um dia já te contaram: as leis não impedem crimes. Servem para punir e inibir.
        Segundo sua lógica, matar deveria ser descriminalizado, pois apesar de leis que punam este crime, 60 mil brasileiros são mortos todos os anos.
        Afirmar que legalizar uma prática levará a uma diminuição do número de ocorrências é tão falso quanto uma nota de 3 reais.
        Mas como eu já havia dito, a mentira é o principal argumento dos abortistas.
        Responda:
        -o feto é humano?
        -o feto possui vida?
        -há riscos para a mulher que se submete ao procedimento em uma clínica devidamente equipada?
        -quais são estes riscos?
        -com a legalização do aborto poderia o homem exigir que a mulher aborte, e caso ela se negue, ele poderia abdicar de sua responsabilidade?

      • Cara, vc fica rodando em círculos. Segundo a própria legislação brasileira, o feto não é considerado uma pessoa, basta ver que permitem o aborto em caso de estupro. Acabou aí a discussão, o que vc acha não interessa, o caminho é apenas um descriminalizar o aborto, e não retroceder e transformar aborto em caso se estupro crime.

      • Então na tua opinião, se o Estado permite o aborto em alguns casos isto é prova de que o ato em si não é criminoso. Somente isto, a aceitação do aborto em alguns casos específicos, é a prova de que o feto não é humano. Então vamos à realidade: a legislação brasileira considera o aborto sempre um CRIME. Nos casos previstos em lei, ele apenas não é PUNIDO. Usando o teu raciocínio esta é a prova de que o feto é humano e o aborto é sempre um crime.
        Segue o trecho da lei:

        “Art. 128 – Não se pune o aborto praticado por médico: (Vide ADPF 54)
        Aborto necessário
        I – se não há outro meio de salvar a vida da gestante;
        Aborto no caso de gravidez resultante de estupro
        II – se a gravidez resulta de estupro e o aborto é precedido de consentimento da gestante ou, quando incapaz, de seu representante legal.”

        Observe o NÃO SE PUNE no início do artigo. De forma similar matar um indivíduo é crime, mas se ficar provado que o agressor agiu em legítima defesa, este não é punido.
        Resumindo Cacau, nada justifica o aborto. Todos os teus argumentos ou são falaciosos ou são a expressão de uma mentalidade criminosa, egoísta e infantilizada.

      • Não meu caro, vc conhece muito pouco sobre legislação e como interpretar. Aborto É CRIME no Brasil, mas NÃO É considerado crime em determinados casos. Apenas isso.

        E mesmo que vc mate uma pessoa em legítima defesa será aberto um processo contra vc.

        E ainda ajudarei sempre mulheres que precisarem de abortos, assim como tantas outras temos indicado ir até o Uruguai.

        Portanto foda-se esse país de 5º mundo. Tenho várias maneiras de ajudar as mulheres que queiram realizar aborto em segurança. Alguém tem que se importar com elas. Porque esse país apertou o foda-se para as suas mulheres.

      • Será aberto um processo porque é crime. E se ficar comprovado a legítima defesa a pena não será aplicada. O mesmo vale para o aborto. É sempre crime, só não é punido nos casos em que a lei o permite. A diferença é que a comprovação da legítima defesa é posterior ao fato consumado, e a comprovação do estupro ou risco materno, por exemplo, é anterior ao procedimento do aborto. Somente por isso o processo não é aberto, pois já ficou estabelecido que o crime a ser cometido não será punido, mas não deixa de ser crime.

  11. A partir do momento em que se tem uma relação sexual, vc deve arcar com todos os riscos, inclusive com o de uma gravidez. TODOS TEM DIREITO A VIDA. Não é pq se esta a mercê d uma mulher q uma criança pode ser descartada se a mesma estiver sem vontade de tê-la! Não quer se “estressar” com os cuidados q terá com um filho e nem receber o carinho dele, entregue para adoção! Há mulheres e casais q dão a vida para ter um filho!

  12. Bom, sou acho que com tantas prevenções (como a camisinha, e diversos tipos de pílula) que se fossem mais responsável não necessitaria de aborto, por isso que digo, engravida quem quer.

    • Nenhum anticontraceptivo é 100% e isso vc deveria saber. E como uma mulher vai provar que foi estuprada por seu namorado/marido?
      Não engravida quem quer, mas queremos apenas que aborta quem quer.
      Se vc é contra o aborto, simples, não faça.

      • Falando num português q todo mundo entenda: de boa, vc é uma coitada, não tem nem como ter raiva, t achar idiota ou coisa assim. Só tenho dó! Aproveita e entra na página do facebook “amada Helena” e veja o q são mulheres d verdade, nas fotos, nos comentários…

      • Olha só, aqui estamos falando de abortos em que a mulher não tem nenhum problema em ter a criança. E outra, porque falar 20 vezes a mesma coisa, toma antidepressivo? Faça terapia também. Pra finalizar, vc está na página errada… seu problema não foi gravidez e nem aborto, até pq o aborto por estupro é legal e feito com assistência médica, o seu problema foi a violência sexual, por favor, não misture as coisas! Repito, aqui estamos falando d mulheres q engravidaram e simplesmente por não terem vontade se acham no direito d tirar a vida d alguem!

      • Mariane, aqui aborto proveniente de estupro ser legalizado não é bem assim não. Não basta ir ao hospital e dizer que foi estuprada. Muitos profissionais de saúde ainda pensam que é preciso de um alvará judicial, quando é necessário apenas o consentimento da mulher, o boletim de ocorrência e o laudo de três médicos. Muitos hospitais oferecem o atendimento para as vítimas de abuso sexual, mas se recusam a fazer o aborto, por convicções religiosas ou falta de informação.

        E tem mais, vendo isso já vemos que a própria justiça não trata aborto como assassinato como vc quer dar a entender.

        E quem tem filho sabe que para ser mãe tem que ter muita vontade sim. é um comprometimento enorme.

        Tive filhos e também fiz abortos. Sei a diferença entre uma gestação desejada e uma indesejada.

      • Ah, esqueci d falar, não acredito q uma violência (estupro), pode ser encoberta por uma violência maior ainda (aborto). Talvez não necessitasse falar tanto do mesmo assunto se não tivesse feito o q fez! Quando tiver filhos, se vc tiver coração, claro e não for uma “cacau” da vida,, vai entender o q to falando!

      • Mariane, vc é uma monstra sem nenhuma compaixão!!! A Mariana tem que falar sobre isso sim, e falar até se esgotar, só assim ela vai conseguir dar um passo para recomeçar a vida.

        Só faltou vc dizer que ela foi responsável pelo estupro que ela passou.

        Que tipo de pessoa vc é?????

        Depois falam que EU sou a monstruosa porque eu fiz aborto e apoio toda e qualquer mulher que quiser realizar, não questiono suas vidas e suas escolhas,não cabe a mim, não sou eu que vivo a vida delas. A minha mão sempre estará estendida para as mulheres, que queiram ter filhos e para aquelas que quiserem interromper a gestação, porque a vontade delas deverá prevalecer.

      • Cacau criatura! aprenda a ler, por favor… pedi pra menina não misturar os assuntos… não estamos falando d estupro, e com toda certeza esse foi o problema dela, não o aborto! q como vc acha uma perfeição, abortos por estupro são feitos legalmente! e acho sim, com toda certeza q abortar não é a melhor opção após um estupro, é uma violência atrás da outra! e fica quietinha, uma mulher saudável em plenas condições q mata um filho e ainda “mede”, não tem direito a nada a não ser calar a boca!

      • Mariana Andrade,a lei permite o aborto em caso de estupro.
        E sendo vítima de estupro, o que acharia de alguém que defendesse a descriminalização do estupro com a alegação de que o mesmo continua ocorrendo apesar da lei que o pune? Absurdo, não?
        Pois sua amiguinha Cacau faz exatamente isto com o aborto.

      • Como é que é? Vc que não dá a mínima para as mulheres e vem dizer que eu apoio o estupro?
        Vc não consegue nem diferenciar estupro de aborto !!!!

        Aliás Raul, quando foi a última vez que vc ovulou? Pois é… quem vc pensa que é para ditar o que uma mulher pode ou não fazer.

        Eu lido com a realidade, AS MULHERES ABORTAM !!!! VC QUEIRA OU NÃO. NÃO SÓ NO BRASIL COMO NO MUNDO.

        Nem vc, nem todos os conservadores vão mudar essa realidade.

      • Leia de novo o que eu escrevi, Cacau. Me aponte aonde eu disse que você luta pela descriminalização do estupro.
        Você ainda ovula? Se este é um critério para discutir o assunto, mulheres na menopausa não deveriam opinar, não é mesmo?
        Segundo teus critérios que definem quem pode ou não discutir um assunto, a discussão sobre a pedofilia ficaria restrita a grupos de pedófilos e crianças. Você é muito burra, ou mau caráter. Não há terceira opção pra você.

      • Não meu caro, mulher na menopausa tem buceta e todos os órgãos que a fazem ter direito a discutir sobre o assunto. Vc vê mulheres se envolvendo em discussão sobre próstata e disfunção erétil?
        Vc tem direito de falar sobre aborto com sua mulher se ela vir a engravidar inesperadamentr e então decidirem se irão ou não ter o bebê.

        Pedofilia envolve toda uma sociedade porque se trata de abuso sexual de crianças, onde todas as crianças estão em risco, seja qualquer criança que eu conheça.

        Vc é que é burro em querer colocar aborto na mesma panela de estupro e pedofilia.

        Não é a toa que vc não consegue ter empatia pelas mulheres que são internadas com infecções devido a abortos mal feitos, e nem com aquelas que morreram.

        Vc nem sabe diferenciar aborto de estupro e pedofilia. Cara, vc tem problemas.

      • Segundo Cacau, Urologista mulher não pode discutir ou tratar doenças masculinas. Seguindo a mesma linha de raciocínio, padres não deveriam celebrar casamentos, médicos não poderiam tratar doenças que eles próprios não tivessem contraído, etc.
        Lembre -se que os meus exemplos são extensão da tua linha de raciocínio. Este pensamento de merda que você proclama aos 4 ventos como se fossem a expressão da genialidade. Uma genialidade que não consegue ver que o aborto é uma violência contra uma criança, cujo único crime foi o de não ser desejada.
        Afinal, quem é o culpado da morte de uma mulher que busca o aborto? Eu, que busco demovê -las desta idéia, ou a senhora que inclusive as auxilia a buscar o procedimento?

      • Vc é tão cretino assim? Bom, vc é conservador, portanto está mais que respondida essa pergunta. Agora vc está colocando médicos especialistas na discussão. (!?!) Vc só pode ser idiota.

        E seu último parágrafo mostra ainda mais a sua idiotice.

        A discussão é justamente essa, em que mulheres possam fazer aborto sem correr risco de morrer. E isso só será possível com a descriminalização do aborto.
        Portanto, sim. Vc e tantos outros tem suas digitais em toda morte e internação nos hospitais de mulheres que são internadas por conta de abortos clandestinos. A cada 2 dias, uma brasileira morre por aborto inseguro, e isso é dado da OMS, não tem achismo nesses dados, que vc alega.

        Eu as alerto a irem a fazerem aborto em segurança, e eu não estou sozinha, mulheres de outros países fornecem esse apoio, fornecem remédios e apoio para fazer um aborto em segurança.
        Hoje eu falo para irem ao Uruguai, pois se tem uma estrutura hospitalar.

        No que uma mulher quiser meu apoio terá, seja em escolher ter seu bebê, seja em interromper a gestação. Porque é sobre isso essa discussão: ESCOLHA!!!!

        Escolha que quem não tem dinheiro não tem. Aborto não é proibido para quem tem dinheiro.

      • No conceito de democracia de Cacau, sobre o aborto podem opinar:
        -todo ser humano com buceta e órgãos internos que permitam a reprodução;
        Mas como deste grupo muitas não concordam com o aborto, segue uma adaptação que permitirá a democracia plena.
        O direito à opinião se restringirá:
        -mulheres que tenham realizado o aborto;
        Mas como muitas mulheres que se submetem ao aborto hoje se arrependeram e não o fariam novamente, poderão se manifestar sobre o assunto e sua palavra terá o peso da lei:
        -Cacau
        Fica então estabelecida a democracia integral.

      • Mais uma pérola de Cacau:
        “Não meu caro, mulher na menopausa tem buceta e todos os órgãos que a fazem ter direito a discutir sobre o assunto. ”
        Logo, os direitos dos animais deverão ser discutidos exclusivamente entre os próprios animais. Cacau participará do conselho que debaterá os direitos das antas.

      • Raul, vc é patético. vc apenas distorce qualquer assunto. E vc não tem o direito de discutir aborto mesmo. vá discutir isso com a insana que algum dia engravidar de vc. Tirando isso, aborto é um assunto entre as mulheres sim. É algo exclusivamente do mundo feminino. é o nosso corpo, é nossa vida, é nossa decisão.

      • Cacau, irei enumerar alguns dos teus argumentos excepcionalmente”geniais”
        -Meu corpo, minhas regras;
        -Eu aborto, e daí?! Cuide da sua vida;
        -Somente mulheres deveriam discutir o aborto, pois somente elas tem “buceta”;
        -o feto tem 4mm, então foda-se;
        -o feto é um amontoado de células (você também é, minha querida!);
        -bilhões de mulheres morrem todo ano no Brasil por conta de complicações de abortos realizados em locais inadequados;
        -eu amo as mulheres, por isso defendo o aborto (e o aborto de fetos femininos??);
        -é muito triste ver crianças no orfanato, e isto me causa tristeza. Se o aborto fosse legalizado há anos atrás esta visão não me entristeceria, pois todas estas crianças estariam mortas;
        Este é um pequeno resumo de toda a sua “generalidade”. Um jumento faria melhor.

      • Cacau, eu tenho pena de você. Te falta o mínimo para discutir este assunto: a capacidade de interpretação de texto. Você simplesmente demonstra desconhecer qualquer figura de linguagem ou mesmo uma simples comparação. Isto fica explícito quando afirma que eu confundo estupro com aborto.
        Você afirma que o aborto deveria ser descriminalizado porque a lei não impede a sua ocorrência. Então, uso como exemplo o estupro, que também ocorre apesar da lei que o pune. Este paralelo não fica evidente para você? É tão difícil entender que pelo simples fato de um crime ocorrer mesmo existindo uma lei que o puna, não é motivo para legalizar o ato em si? É simplesmente ridículo não compreender isto de imediato. E pior: persiste com o mesmo argumento.
        Mais engraçado é usar o rótulo de conservador como algo depreciativo. Tua cabecinha cheia de merda foi tão manipulada por valores da esquerda, que hoje você vive numa espécie de histeria, requisitando para si a autoridade de discutir um assunto que não analisou profundamente nem mesmo por um segundo.
        Eu consigo entender que negar de antemão qualquer argumento que possa colocar em xeque toda a sua teoria, erguida como justificação para um ato que você cometeu duas vezes, serve para manter um resquício de sanidade. Transformar um crime em algo tão inofensivo quanto escovar os dentes é uma forma de se justificar perante um exame de consciência. Isto te traz equilíbrio, mas te transforma em uma idiota, que não consegue raciocinar com nada que possa contradizer o teu mantra sagrado, de que a vontade da mulher é absoluta, e a irresponsabilidade deve ser premiada com a permissão para o assassinato.

      • Não, idiota, eu sou de direita, mas não sou conservadora. Apoio aborto e casamento gay.
        E vc que insiste em ficar com o mesmo blá, blá, blá paraguaio.
        A própria legislação não considera o feto uma pessoa, tanto que permite o aborto em caso de estupro. Acabou aí a discussão de que falam que a mãe é uma assassina. Não é. Uma mulher que faz aborto é um risco para a sociedade?

        E abortos acontecem, vc queira ou não. Mulheres são internadas em hospitais por conta de abortos mal realizados, vc queira ou não. E mulheres morrem em decorrencia de infecções devido a abortos, vc queira ou não.

        Vc fecha os olhos para isso. Eu vejo a realidade. Realidade que todos os países civilizados do mundo jé enxergaram.

        A sua dificuldade, e de tantos outros, é de cuidar da própria vida.

      • Para me considerar assassina, vc tem que mudar a legislação do país.

        Tente cuidar da sua vida. Vá fazer exame de próstata ou cuidar de sua disfunção erétil.

      • Kkkkkk
        Disfunção erétil?!!
        Quando faltam argumentos, ataque o adversário. Cartilha esquerdista decorada por Cacau. E ainda se diz de direita.
        Se a lei reconhece a legítima defesa isto significa, para a “gênio” Cacau, que assassinato não é crime em nenhuma circunstância. Se o aborto não é punido isto é a prova de que o feto não é humano.
        Pode me ofender à vontade. Tuas mentiras não prevalecerão, e não vou deixar o rastro de merda que você deixa, ao expor seu pensamento, sem resposta.

  13. Li esse texto ontem… aqui voce Vanessa fala sobre a necessidade da “humanização” do aborto, já que aquelas mulheres que optam em faze-lo irão fazer de qualquer jeito e sua vida deve ser resguardada… sim o texto fala da escolha dela… concordo… elas realmente tem escolhas…. escolha usar camisinha, escolha usar DIU, escolha usar anticoncepcional, escolha não transar… mas não tem o direito de escolher matar uma criança… sim para mim é isso… matar… já que desde a concepção é um ser humano… lutando para viver… que ainda não tem o direito de ter escolha… mas se o pudesse escolheria ser livre… viver… e não morrer porque a mulher que o gerou não está pronta para as consequências de uma gravidez… e vou além… porque ser mãe é para poucas… se a mulher engravidar e não for mãe não tem problema… apenas assuma a consequência do seu ato e depois arrume uma mãe de verdade para a criança, que apenas quer viver… e isso não precisa ser do lado de quem a gerou… não estou falando de ato involuntário, que constitui crime contra a mulher, porque nestes elas realmente não tiveram escolha, mas transar deliberadamente e depois que engravidar vir com essa historinha que não está pronta, que o corpo é meu, que faço dele o que quiser…não cola… são apenas desculpas chulas de pessoas com desvio de caráter… que se colocam antes de tudo e de todos… li o texto ontem a noite e quase nem dormi… tinha que desabafar… tinha que escrever algo sobre.. sabe porque? Porque vive os dois lados… tive um gravidez na trompa que teve que ser interrompida recentemente…. ouvi o coração do meu bebe bater… no mesmo dia que os médicos tiveram que tirar ele de mim…. e sou mãe de uma linda menina de seis anos, que não nasceu do meu ventre, mas que me alegra todos os dias de sua vida… e se sua mãe a tivesse matado??? Então existe historias e HISTORIAS…. e essa que devemos deixar de lado o que acontece com a barriga alheia não me satisfaz…. prefiro continuar legislando a favor deles, os bebes que anseiam em viver….

  14. É lamentável tantas pessoas ignorantes. Lamentável, porque tem algumas poucas aqui, que mesmo com acesso a uma educação de qualidade, tem a mente fechada. Tanto por religião, quanto por burrice mesmo. Gente, vamos estudar pra não sair falando besteira. PArecem um monte de pastor de igreja evangélica pregando. Credo.
    Cacau meu bem, você foi tão neutra no texto do post, que acho que as pessoas não conseguiram entender nada sabe?
    Acho que vc ficou com receio de falar sobre estupros e anencéfalos por exemplo, ai esse povo retardado, que jamais pensaria nessas situações pois são de um nível mais intelectual que o deles, fica achando que aborta quem deu uma e depois que viu que ficou gravida resolveu tirar..
    Gente, pera lá..
    Eu sou a favor do aborto APENAS dentro das condições médicas previstas… afinal, abortar um feto com 38 semanas sim é crime. O bebê na verdade nasceria. Não seria aborto.
    Me perdi..
    É que é duro discutir com gente pouco alfabetizada…

    • É lamentável, Tais, que você não enxergue o tamanho da tua ignorância. Você conhece a lei brasileira sobre o assunto?? Quais são as condições médicas previstas em que você é a favor do aborto?? Qual a diferença entre um embrião de 4 semanas e um feto de 38? Tirando os aspectos morfológicos próprios do desenvolvimento, não há diferença nenhuma. O crime continua sendo o mesmo.

  15. É isso aqui que vcs apoiam, não é? Queridos extremistas religiosos
    http://odia.ig.com.br/noticia/mundoeciencia/2015-05-05/menina-de-10-anos-tem-aborto-negado-apos-ser-estuprada-pelo-padrasto.html
    É isso que vcs apoiam. Uma CRIANÇA violentada sendo obrigada a ter um filho de estuprador. VIDA PRA VCS É ISSO!
    BANDO DE HIPÓCRITA ASQUEROSO!
    Quando for a filha de vcs, com 10 anos, estuprada e gravida, voltem aqui pra dar seus depoimentos!

      • Esse embrião da foto é de umas 12 semanas.
        de 6 – 7 semanas tem 4-6mm sei porque fiz um aborto de 6 semanas e tinha 5 mm, pegue uma régua e meça.
        Tanto que foi com remédio, e acompanhamento de um médico.
        Agora tenho curiosidade de quem faz essas fotos? Deve ser algum religiosos maluco e sem noção.
        Mulher tem direito de escolha.
        Ao menos agora podemos ir até o Uruguai realizar o procedimento de forma segura.

      • Beleza, só o tinha 5 mm ou sei lá o q? D todas as pessoas normais tem media d 9 mm. E f*d*-se o tamanho, qualquer um é matar! E não querida, nem religião tenho!

      • então é simples, se vc é contra o aborto, não aborte. Simples assim.
        E não se meta na vida dos outros.
        É tão difícil assim?

      • Cacau, então na tua opinião tirar fotos do crime que você apóia é prova de insanidade!??
        Colo aqui suas palavras caso se faça de desentendida:
        “Agora tenho curiosidade de quem faz essas fotos? Deve ser algum religiosos maluco e sem noção.”
        Cometer o aborto é o quê então??
        Retratar o crime em si é mais grave que cometê-lo??

    • Taís, é que não cabe a mim julgar qual a razão de uma mulher fazer aborto, e no caso se bebês anencéfalos que é descriminalizado, porque se trata de uma mulher que deseja essa gestação e acontece isso. Eu falo de escolha da mulher. E nesse caso é falta de escolha da mulher.

      A maioria dos abortos aconteceriam nas primeiras semanas, aqui no Brasil se demora muito justamente por não saberem a quem recorrerem, por passarem tempo tentando fazer aborto com chás e remédios.

      Ninguém quer passar por um aborto de 20 semanas. É um procedimento agressivo.

    • Não querida, nós não apoiamos isso: taringa.net/posts/info/11312624/Aborto-y-deprecion.html ou isso fotosaborto.deog.net/fotos-de-abortos-realizados-entre-as-6-e-as-7-semanas/

    • A legislação brasileira permite o aborto em caso de estupro. O caso do link que você postou ocorreu no Paraguai. Não são extremistas religiosos que fazem a lei ou a cumprem. As abortistas, no entanto, desejam o aborto como direito da mulher. Uma decisão unilateral, já que o feto não tem voz, tampouco o pai da criança. Não é preciso ser extremista para ver o absurdo desta proposta. É necessário apenas bom senso. E isto falta a vocês.

    • Mariane, vc ainda não entendeu. Ela ESCOLHEU ter o filho. E certamente deve ter conversado com o marido para que tomasse essa decisão.

      Vc é incapaz de entender. Se descriminalizarem o aborto, e vc é contra, não faça, ninguém vai te obrigar a fazer.

      • Engraçado, pq link com fotos de aborto não é liberado, fica aguardando moderação? Achei q fosse livre dar a opinião q tem! Cade as fotos? Não é algo tão sem valor?

      • “Eu quero ter o direito de torturar e matar meus cães! É direito meu! Se você é contra, não faça! Ninguém vai te obrigar a fazer! Cuide da sua vida! Cães não tem alma ou vida, eles não sofrem!”

  16. Desculpe, mas e encaminhar para a adoção não parece interessante? Ainda estou no colégio, mas pesquisei e li que o aborto é legal em casos de risco à gestante e estupro. Isso eu apoio.
    Mas abortar porque foi um “acidente” é errado. Não foi acidente. Você fez, e não tem como não saber como aconteceu. Você não precisa ficar com a criança. É só entregar para uma casa de adoção. Uma vida poupada, e a sua “livrada”.

    • Vá a um orfanato e depois volte a responder.
      Aliás qual a diferença de uma gestação indesejada seja em caso de aborto ou sexo consensual? Nenhuma, gestação indesejada é gestação indesejada.
      Se a pessoa é contra o aborto, não faça, ninguém irá obrigar a fazer.

      • Esclareça-me : então é melhor abortar ao invés de assumir responsabilidades?
        Sei que nunca, jamais mudarei sua opinião, mas acho que você já fez abortos por ser mais cômodo a você. Por que carregar um filho no ventre por 9 meses, se eu posso viver esses mesmos 9 meses livre de preocupações, podendo transar à vontade? É um tanto egoísta tirar o direito da vida de alguém, certo?
        Sobre adoção, eu realmente nunca fui a um orfanato. Mas conheço gente que veio de lá, que hoje têm famílias maravilhosas e felizes. Meu primo, por exemplo, foi fruto de uma gravidez indesejada, de uma moça jovem que o entregou ao orfanato logo após o parto. Por mais que ela não tenha ficado com ele, eu a admiro, por ter peito pra aguentar 9 meses. Isso sim é mulher de verdade.

      • Sim, eu fiz abortos assim como tive filhos, e sei muito bem a diferença entre o que é uma gestação indesejada e uma desejada. E eu pude realizar os abortos em segurança, ao contrário de milhares de mulheres que não podem e arriscam suas vidas.
        Milhares de crianças estão largadas em orfanatos, vc deveria saber disso.
        E aborto se trata de escolha, eu não julgo quem queira ter filho, mesmo que não tenha a mínima condições de criar uma criança, assim como não julgo quem queira abortar, porque acredito no direito de escolha da mulher.
        Ao menos todas as mulheres a minha volta sabem que eu estarei ao lado delas, seja qual for sua escolha.
        Se vc é contra o aborto, não aborte. Mas não queira que suas crenças seja uma verdade única.
        Sorte dos países civilizados em que o aborto já é legalizado há anos.
        Esse é o preço que se paga em viver em um país de 5º mundo.

      • Cacau vai até o orfanato e pensa: que crianças mais tristes! quanta desilusão! se dependesse de mim estariam todas mortas!

      • Não, eu não penso isso, mesmo porque eu ajudo um orfanato, mas sei da tristeza que cada uma carrega em não ter pais. As “mães” delas fizeram essa escolha, e lá estão. E essas crianças merecem ser protegidas o máximo que puder, porque elas sabem que foram abandonadas e isso sem dúvida não deve ser fácil.

        Não penso que pessoas que estão vivas deveriam ter sido abortadas. Respeito a escolha da mulher. Eu jamais teria uma criança para jogar em um orfanato, e muito menos para ser jogada no mundo passando maior parte do tempo em creches ou sendo criadas por empregadas.

        Maternidade é algo sério, requer responsabilidade, uma doação completa de si para a criança, por anos é um compromisso que assumi quando escolhi ter meus filhos.

      • Maternidade é realmente algo sério, mas pode ser evitada. Legalizar o aborto é premiar aqueles que não assumem a responsabilidade sobre seus atos. É proteger o irresponsável em detrimento do inocente. Só estes fatos demonstram a deformidade mentar destes abortistas.

      • Vamos explorar o raciocínio de Cacau:
        “Sim, eu matei minha ex-mulher e hoje sou casado novamente, e sei muito bem a diferença entre um casamento feliz e um relacionamento desastroso. Eu pude assassinar minha esposa com total apoio do Estado, bastou uma justificativa qualquer para que ela fosse eliminada, ao contrário de milhares de homens que são criminalizados, como se matar a própria esposa fosse algo desprezível!
        Milhares de mulheres são abandonadas pelos seus maridos e voltam para a casa de seus pais, o que é uma extrema desonra, vocês deveriam saber disto!
        Matar a esposa trata-se de escolha, eu não julgo quem prefira simplesmente abandoná-la, desonrando sua família, e acredito na liberdade que o marido tem para exterminá-la. Todos os homens à minha volta terão o meu apoio, qualquer que seja sua decisão.
        Se você é contra matar a própria mulher, quando esta não for mais desejável ou útil, não o faça! Mas não tente impor a sua crença de igualdade de direitos!
        Nos países em que a Sharia é a lei suprema, matar mulheres é aceitável e tem o apoio do Estado.
        Ao homens que não tem o direito de eliminar suas esposas, fica o conselho: este é o preço que se paga por não viver em uma nação islâmica.

  17. Sinceramente, o que mais me dói não é a questão do aborto em si, mas o quanto as pessoas que são contra o aborto podem ser tão cruéis, soberbas, se acham donas da verdade, são grosseiras, mal educadas… se são a favor da vida, do ser humano, não parece, pois carregam tanto ódio em suas palavras e julgamento… eu sou a favor do aborto sim em casos de estupro, má formação! E sinceramente, acho que os homens tinham que calar a boca, pois eles não são mulher e não entendem o que é a responsabilidade de carregar um filho. Não entendem o quanto a mulher da nossa sociedade é julgada! São um monte de machistas, isso sim! É muito fácil julgar as mulheres, tacar pedra, xingar, é muito cômodo. Não estou nem aí pra opnião deles. E as mulheres que xiingam as próprias mulheres, também não são dignas de respeirto. Você deve respeitar para ser respeitado e xingar não é respeito. Como todos dizem: é a minha opinião! Pronto queridos contra o aborto, agora podem me xingar, amaldiçoar, rogar pragas… vocês só sabem fazer isso mesmo! Parabéns a você Cacau que independente da legalização ou não do aborto, sabe falar com dignidade, educação e respeito com todos sobre a sua opinião. Forte abraço!

  18. Só lembrando que mesmo em países em que o aborto é legal, existem clínicas clandestinas. Então todo esse argumento seu também não é válido. Porque mesmo tendo uma placa “aborto feliz” na frente de uma clínica com cnpj, a vergonha, a tristeza e mais vários motivos as farão procurar a clandestinidade. Não se iluda amiga.

  19. Meu nome é Sônia, eu quero aproveitar esta oportunidade para agradecer ao meu grande médico que realmente fez minha vida um prazeroso um hoje. Este grande homem DR IREDIA brought meu marido de volta para mim, eu tinha três filhos adoráveis ​​para o meu marido. Cerca de quatro anos atrás, eu e meu marido foi em uma briga com outro até que ele finalmente me deixou por uma senhora. Senti minha vida tinha acabado e os meus filhos pensei theywould Seu pai nunca ver novamente. Tentei ser forte apenas para as crianças, mas eu não conseguia controlar as dores que atormenta meu coração, meu coração estava cheio de dores e dores porque eu estava realmente no amor com o meu marido. Todo dia e noite eu penso dele e sempre gostaria que ele volte para mim, até que um dia eu com um bom amigo meu tat foi ook em uma situação como eu, mas o problema dela era o seu ex-namorado que ela teve uma gravidez indesejada e para seu namorado recusou-se a assumir a responsabilidade e deu o fora nela. Que ela me disse o meu foi um caso pequeno e que eu não deveria se preocupar com ele em tudo, então eu perguntei a ela o que era a solução para os meus problemas e ela me deu este grande homem endereço de e-mail. Eu estava duvidando se este homem era a solução, então eu contactado este grande homem e ele me disse o que fazer e eu fiz todos eles, ele me disse para esperar por apenas dois dias e que o meu marido vai vir rastejando em seus ajoelha para implorar o meu perdão, então eu fielmente o que este grande homem me pediu para fazer e com certeza depois de dois dias eu ouvi uma batida na porta, na minha grande surpresa eu vi ele em suas ajoelha-se e fiquei sem palavras, Quando ele me viu, tudo ele fez foi chorar e me pedindo perdão, a partir daquele dia, todas as dores e tristezas em meu coração voou para longe, desde então, eu e meu marido e nossos filhos adoráveis ​​são felizes e vivemos como uma família. É por isso, eu quero dizer um grande obrigado a DR IREDIA por sua ajuda. Este grande homem me fez entender thatthere não é problema na terra que não tem solução por isso, se você knowthat você tem esse mesmo problema ou qualquer problema que é semelhante, vou aconselhá-lo para vir direto para este grande homem. Ajude-o com este e-mail (drirediaherbalhome@gmail.com), ele está lá para ajudá-lo.

  20. Pqa *mulher”como se diz VC não se previne,pq não pensou na vida dela antes de ir lá abrir as perna e não se cuida,pq ela r direito de escolha sobre uma vida,me desculpe mas VC esta sendo hipócrita de mais ao dizer isso,VC não precisa te um bebê é só se cuida ,caso não tenha sido estrupada VC transou pq quiz,então não venha me dizer que não REM escolha VC tinha e preferiu mata sua vontade de pinto antes de pensa na prevenção então seja Mulher de assumir suas atitudes,seja digna de carrega uma vida dendro de VC.pq pessoas imundas que tem um pensamento tao pequeno quanto o seu.

  21. C@#$…texto show…concordo contigo…por uma doença nos ovários e no útero segundo vários médicos eu não podia ter filhos… eis…que engravidei, sem querer é claro, já que não podia ser mãe…escolhi ficar com meu bebe..mas sei o quanto é difícil essa escolha, e também julgava que abortava, mas só quem passa tamanho dilema é quem sabe da sua dor e necesidade . Parabéns.

  22. Cheguei aqui por acaso, e me vi encantada com a possibilidade de uma pessoa como você, com esse pensamento, estar criando uma filha, está provavelmente a ensinando a não ser uma mulher dessas que se referem a outras mulheres com desdem, dizendo ” ir lá abrir as perna e não se cuida”, isso é muito triste, apesar de que boa parte das pessoas que comentam essas barbaridades aqui e defecam pela boca o tempo todo, não tem a minima noção de como se interpreta um texto, e obviamente não entenderam que você não é a favor do aborto, e não tem informações sobre a proposta da legalização do aborto e acham que vai ser tão “fácil” assim e que não haverá nenhum tipo de acompanhamento psicológico e de conscientização com as mulheres submetidas a tal procedimento, se tratando de um problema de saúde publica, nós devemos trabalhar com redução de danos, já que muitas mulheres engravidam acidentalmente (inclusive fazendo uso de método contraceptivo), outras são usuárias de drogas sem condições mentais de se preservar, entre outros diversos motivos para uma possível gravidez,e não se deve colocar mais crianças no mundo para serem abandonadas nas ruas, e não adianta usar de pedantismo para ofende-lá pois isso não irá tirar a criança da rua, do contato com o que de pior nossa sociedade tem, sem estudo de qualidade, saúde de qualidade, sem uma vida de qualidade, para que mais tarde cresçam revoltadas e queiram descontam suas magoas na sociedade, seu pensamento é digno de respeito e mostra sabedoria, fico muito feliz em saber que existem mães como você, que vão dar uma base diferente desse conservadorismo, puritano, hipócrita e inútil e vão criar uma geração de pensadores e não de acomodados, alienados, pessoas que saberão desde criança que não é por que não seriamos capazes de fazer algo que isso nos da o direito de julgar as atitudes e os motivos alheios para fazê-lo.
    Me sinto orgulhosa por ser mulher quando me deparo com mulheres como você.

    • Apoiar o aborto sem refletir sobre sua real natureza, relativizar o crime com base em argumentos levianos como “a gravidez acidental” ou a existência de menores abandonados, isto sim é defecar pela boca. Quando a “solução” para o problema é mais abjeta que o problema em si, algo está muito errado. Somente uma imbecil não perceberia isto.

      • Um homem não tem direito e muito menos propriedade para opinar sobre algo que só a mulher sabe o que é, você não sabe e não poderá nunca saber o que realmente se passa com uma mulher em um momento como esse, recolha-se ao que lhe é cabível e não me venha de conservadorismo puritano, é obvio que você é contra, você nunca precisará fazer um aborto propriamente dito, pois é incapaz de gerar um feto dentro de você, a milênios as mulheres sofrem com “canalhas” que se julgam donos do mundo e dos corpos femininos, se você acha errado o problema é seu, isso não vai mudar o fato de que muitas mulheres morrem e isso tem que parar, sua opinião para mim é irrelevante, antes abortar do que ter um filho sem condições financeiras e psicológicas para isso, criar seres como você é um crime muito pior que o aborto.

      • Andressa, é sempre bom conversar com pessoas como você. Primeiro se mostram como defensoras de uma pluralidade de opiniões, da tolerância como guia moral, para logo em seguida mostrar a sua verdadeira face: o mais puro e completo desrespeito à vida e às opiniões divergentes. Então homens não podem opinar sobre o aborto? Enumere quais outros tópicos são proibidos. Melhor ainda, se existem proibições para discussão de assuntos por gênero, quais seriam os tópicos proibidos para mulheres?

  23. Acho muito complexa a decisão de ter um aborto. Existem sim os casos de mulheres que não se cuidam da maneira certa e acabam engravidando. Irresponsabilidade dela. Mas também há muitos casos de mulheres que se cuidam e ainda assim acabam engravidando. E ai? Ela se preveniu para que não acontecesse e mesmo assim aconteceu, porque querendo ou não, nenhum contraceptivo é 100% eficaz, eles falham. Em casos assim, onde não houve irresponsabilidade por parte da mulher, mas sim ineficácia nos ultraconceptivos, ela DEVE ter direito à interrupção da gravidez de forma decente, sem ter que se submeter à esses “açougues”, como foi comentado. Hoje isso não é possível, porque abortar é ilegal. Mas e o direito dessa mulher que mesmo se precavendo vai ter a vida completamente marcada por isso?
    Independente da decisão dela de abortar ou ter o filho, ela não queria aquilo, ela não estava preparada para que isso acontecesse. Então se ela tiver o bebê, vai ter a vida mudada de uma forma, e sem estar pronta para ser MÃE (porque ser mãe é muito mais que apenas gerar uma criança) como vai ser a vida dessa criança? Ela não vai ter um exemplo materno bom, não vai viver em um lar em que é bem vinda. Isso também não conta? Não basta o direito de nascer, tem que ter direito à uma vida decente. Ou então, se ela abortar, ela vai ter esse trauma para o resto da vida, o que pode até fazer uma mulher ter problemas pra ter um filho quando realmente estiver preparada.
    Antes de simplesmente ser contra o aborto, pensa no quanto isso muda a vida da mulher também, e muitas mulheres não serão boas mães, vão ter filhos infelizes e traumatizados. Já não temos muitas pessoas traumatizadas e infelizes no mundo não? Precisamos deixar que mais uma venha ao mundo com esse destino definido? É como viver uma maldição, ser colocado no mundo pra sofrer, passar a vida em antidepressivos e fazendo terapia por ter nascido num ambiente instável. Afinal, quem nunca ouviu a boa e velha desculpa dos psicólogos “Trauma de infância”. Em outras palavras, culpa dos pais. Mas até onde vai mesmo a culpa dos pais? Ter um filho sem estar preparado, sem condições… Como ser uma boa mãe ou até um bom pai sem se entregar à isso de boa vontade? Ser obrigado à isso.
    Minha prima tomava anticoncepcionais e usava camisinha, e ainda assim engravidou de um rapaz que acabou por ser um imbecil que desapareceu… A culpa foi dela? E agora? O aborto não é legalizado, ela vai gerar um filho que ela não queria, que não vai ter pai e ainda vai ser culpada pela ineficiência dos ultra conceptivos? Que vida justa, não é? Tanto pra ela quanto pra criança. É bem difícil ser contra o aborto levando casos assim em conta.

    • Mas os conservadores não entendem isso. Dane-se a mulher, dane-se a criança indesejada, não é problema deles. Isso que vc não citou mulheres que são estupradas por maridos e namorados e engravidam. Azar do delas…

      • O interessante nesta tua resposta, Cacau, é que você atribui a “conservadores” a expressão “dane-se a criança indesejada”, sem explicar o que você propõe como solução para esta e outras tantas “crianças indesejadas”: a morte.
        Mas contraditório que isto só afirmar “sou ateu, graças a Deus!”

      • Mas Raul, vc e todos os conservadores estão pouco se importando com que vida essa criança indesejada vai ter, não é? A sua briga é para que o feto não seja abortado, mas dane-se se ele não for amado, dane-se se ele for negligenciado, dane-se se ele for tratado como lixo …

      • Mas Cacau, então importar – se com a criança é matá -la?? A mera possibilidade de uma vida miserável justifica o seu extermínio?? Ao mesmo tempo em que veste a fantasia de benevolente você defende o assassinato de um ser indefeso, persiste não enxergando a contradição óbvia e acha isto normal e até louvável. É muita cara de pau!

    • Para entender a verdadeira natureza do aborto é necessário analisar alguns pontos fundamentais.
      1- O fruto da concepção é humano. Negar este fato seria negar o conceito de espécie.
      2- O direito à vida é um direito fundamental do ser humano
      “Espécie é um conjunto de traços comuns, inatos e inseparáveis, cuja presença enquadra um indivíduo, de uma vez para sempre, numa natureza que ele compartilha com outros tantos indivíduos”. Logo, a vítima do aborto é inegavelmente humana.
      O que se pode questionar é a existência da vida. Muitos tentam resolver esta questão afirmando que se não existe um sistema nervoso plenamente formado, não existe consciência e portanto não existe vida. Mas a consciência não é um fator determinante da vida, ou poderíamos ser declarados mortos em uma noite de sono ou durante o coma. Outros afirmam enfaticamente que o embrião não passa de um amontoado de células e que por isto deve ser desprezado. É fácil constatar que mesmo após o nascimento continuamos a ser este “amontoado de células”, em número maior e mais desenvolvidas, mas ainda sim células amontoadas.
      Alguns ainda insistem que o corpo é da mulher, sendo por isso um direito fundamental fazer dele o que bem entender. Concordo com este ponto, a mulher tem sim direito sobre o seu corpo. Mas o feto faz parte do corpo da mulher? A resposta é não. O fruto da concepção é um ser completamente distinto, tem seu próprio DNA, e não pode ser visto como um órgão descartável.
      Defender o status humano do feto, e consequentemente seu direito à vida é fundamental.
      Argumentar sobre as condições de vida daquele ser humano que virá a nascer, se ele será amado, se terá uma vida feliz e plena é a forma mais abjeta de defender o seu extermínio. Afirmar que para que não tenhamos crianças ou adultos infelizes seria melhor matá-los antes do nascimento faz da solução do problema algo terrivelmente pior que o problema em si.

  24. Cacau,Nate e Mariana, vcs não estão seguras do que falam! Não se trata de livre arbitrio, escolher tirar a vida de um ser indefeso! Carne da sua carne! 50% ou mais é seu genes! No caso de aborto por estrupo? Não é fácil um aborto espontâneo, pois não entendi o aborto de Mariana no meio dos porcos! Deve ter sido outro trauma pra ela “ter” que fazer isso! Pois poderia ter feito o procedimento conforme a lei libera! Inclusive com acompanhamento psicológico! E pelo que vejo nas suas publicações, não condiz com o trauma que diz ter…precisa muito é de Deus!!!! Busque Jesus em sua vida querida! Sei que não sera fácil superar, mas Jesus traz à existência as coisas que não existem! Pelo que estou vendo suas opiniões, vc vai superar sim! Cacau e Nate, especial!mente Cacau, não esta preocupada com a miséria dos outros! São pessoas egoístas, que pensam somente em si mesmas! Dando uma de intelectual e entendidas, se baseando em Paises desenvolvidos! Me poupe tamanha demência de uma mulher que não fora estrupada, tem relacionamento sexual por prazer e 80% dos abortos, estavam bêbadas, não sabem nem quem seria o pai e quer botar pra fora um ser indefeso? Mulheres! Vão ler a bíblia! Se converterem para serem mulheres sábias! Nenhum outro livro poderá ajuda_las! Porque vcs precisam de Deus!!!!Jesus abençoe a todos!

    • religião? Sério???? Suas crenças religiosas cabem a vc e somente a vc. Se sua religião não permite aborto, tudo bem, não aborte. Mas não queira impor religião como bússola para essa questão, mesmo porque vivemos em um país LAICO!!!!

      • Vivemos em um país laico, não anti – cristão! As opiniões de religiosos são sim importantes e devem ser respeitadas. A civilização ocidental foi fundada com base em preceitos judaico – cristãos, então é natural que eles estejam presentes, mesmo quando não aparentes, na vida de todo cidadão.
        Não compartilhar da mesma fé não é motivo para desqualificar uma opinião. Ademais, opinião não é imposição, como você quer fazer parecer.
        E para desmascarar um a um teus argumentos não é nem preciso citar religião alguma.

  25. Raul, se uma criança de 12 anos foi estuprada e acabou engravidando, então você acha certo que ela tenha um bebê, que toda vez que ela olhar vai lembrá-la dos momentos terríveis por que passou? Você acha justo com uma criança de 12 anos assumir a responsabilidade de ser mãe?
    É apenas uma criança. Ela foi violentada. Foi forçada a ter um filho.
    Você acha então que ela deve ter este fruto de um estupro???

    • A legislação brasileira permite o aborto em caso de estupro. Se a vítima do estupro optar por encerrar a gestação, ela não será punida. Terá, inclusive, disponibilizados os meios para tal. Não apresente um caso em que a lei permite o aborto como justificativa para praticá – lo em todas as outras situações, fazendo do “desejo da mulher” poder absoluto e irrevogável.
      Contar uma história triste, de uma criança estuprada, como razão para permitir o aborto por quaisquer motivos, mesmo os mais banais, é no mínimo uma falácia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s