5 dicas para evitar assaduras no bumbum do bebê

bebe-de-fraldas

Quando fiquei grávida, imaginei que um dos itens primordiais em qualquer bolsa de neném fosse um tubo enorme de pomadas para assaduras. Pensei, um tanto quanto influenciada por comerciais de televisão, que cada troca de fraldas exigisse uma camada da grossura de uma cobertura de bolo sobre a pele do bebê. Mas foi em uma das últimas aulas do curso de gestantes que fizemos na Casa Ângela que eu descobri que não era bem assim. Quando a enfermeira disse que não precisa passar pomada em todas as trocas e que, quando necessário, um pouquinho do produto já resolve, confesso que fiquei desconfiada. Mesmo assim, quando a Marina nasceu, segui a dica. E deu certo! Gente, ela já vai fazer um ano e posso contar nos dedos as vezes que seu bumbum ficou um tiquinho de nada vermelhinho.

Sei que cada bebê é um bebê, mas mesmo assim quero dividir as dicas que deram certo com a gente. Então, foi o seguinte:

1. Adiar o primeiro banho do bebê – Quando a criança nasce, ela vem envolta por umas melequinhas brancas. Isso se chama vérnix. Apesar de parecer uma coisa muito, muito esquisita, essa meleca hidrata e protege o bebê. É algo mil vezes mais poderoso do que aqueles hidratantes importados que ficam na prateleira mais cara da farmácia, manja? Então, não precisa tirar o bebê de dentro de você e enfiá-lo direto em uma banheira. Curta seu bebê, amamente, cheire, carregue, abrace, conheça… Depois, a enfermeira, a parteira, o médico, o papai, você ou qualquer outra pessoa que esteja acompanhando seu parto pode retirar o excesso e pesar o bebê e oferecer aqueles cuidadinhos básicos. Banho mesmo, pode ser adiado até para o dia seguinte. E nos primeiros dias não precisa esfregar para tirar todo o vérnix. Deixe sair naturalmente. Quanto mais a pele de seu bebê absorver dessa substância, melhor para ele, que ficará hidratado, protegido, resistente. Meleca branca é vida, gente.

2. Algodão e água morna – Os lencinhos umedecidos são superpráticos, eu sei. Mas, pelos menos nos primeiros três meses de vida, seu bebê não merece aquele paninho gelado na bundinha em todas as trocas de fralda. Como a pele é muito sensível, prefira usar apenas algodão, embebido em água morna para limpar. Aos poucos, conforme ele for crescendo, você pode passar a usar mais os lencinhos.

3. Pomada natural – Essa dica vai parecer publicidade, mas não é. Não estou sendo paga para isso. Juro, juradinho. A melhor pomada do mundo para passar no bumbum do bebê (na minha humilde opinião) é a pomada de calêndula da Weleda. O produto é mais suave e utiliza ingredientes mais naturais e menos agressivo à pele do seu pequeno. Ela é um pouco mais cara, mas dura uma eternidade. Comprei uma desde que a Marina nasceu e o tubo ainda está na metade.

4. Use com moderação – A pomada da Marina não durou tanto tempo porque ela é mágica ou se multiplica dentro do tubinho. É que nós usamos menos, bem menos, como eu disse lá em cima. Só aplico a pomada nas trocas quando vejo que o bumbum está vermelhinho. Se não, não passo nada. Apenas higienizo e pronto. Se vejo que está começando a ficar assado, passo um tiquinho de nada na região.

5. Fraldas de pano – Deixei essa dica por último porque, na verdade, não fiz assim tanto uso dela quanto gostaria. As fraldas de pano modernas (não, não são mais aquelas que nossas mães usavam quando éramos criança e davam uma trabalheira danada) também são boas aliadas para os bebês que têm pele sensível. Para os que não têm também. Imagine você usando absorvente todos os dias, o mês inteiro, sem parar, durante dois ou três anos. Um horror, não é? Assim, dá para imaginar que as fraldas descartáveis também não devem ser lá as coisas mais confortáveis do mundo. Então, mudar ou alternar o uso das descartáveis com as de pano, também pode oferecer certo alívio. Eu usei durante um tempo, mas confesso que não me adaptei totalmente. O processo de lavagem é simples (muito mais simples do que parece), mas eu não tentei mudar completamente, até por conta de Marina não ter tantos problemas de assaduras. Fui um pouco preguiçosa nesse ponto. #mejulguem . Mas quero voltar para falar mais das fraldas de pano em breve.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s