10 razões para usar o sling

Parece até aquelas propagandas de produtos Polishop, mas o sling mudou a minha vida de mãe. Assim que li sobre os benefícios desse pano carregador de bebês encomendei o meu. Na hora. Marina tinha uns 10 dias. Fiquei um pouco receosa por ela ser tão pequenininha, tão molinha, mas pesquisei bastante e descobri que os pequenos podem ser carregados dessa maneira desde que saem do útero – com cuidado para colocá-los lá dentro do jeito certo, é claro. Mesmo com esperança, não acreditava que seria tão bom quanto foi de fato começar o uso desse simples acessório. Escolhi um modelo wrap sling (é uma faixa de tecido firme com uns 5 metros de comprimento). No começo (era muito comecinho mesmo), Marina resistiu um pouco. Eu era meio desajeitada, meio sem confiança e acho que ela sentia isso e resmungava e chorava quando eu a colocava lá dentro. Eu acompanho vários blogs maternos e vi que era normal. Vários bebês sentiam o mesmo e, como consequência, as mães tinham certa dificuldade de adaptação no início. Isso me deu forças para insistir e aí, meu bem, foi só alegria. Hoje, Marina adora ficar bem pertinho da mamãe dentro do sling e tira altos cochilos enquanto eu ando por aí.

babysling01

O sling tem apenas um lado muito chato: quando você sai com seu bebê lá dentro começam a chover comentários, tipo “Nossa, ela não vai cair?” (Vai, sim. Aliás, tô carregando ela aqui dentro que é pra isso mesmo. A vida de mãe anda muito parada e adoro uma emoção). Ou então “Mas ela está toda torta aí dentro. Desse jeito vai quebrar a costela!” (Ainda bem que você me avisou! Coloquei minha filha aqui dentro sem saber que isso podia acontecer. #SQN). Você também pode cruzar com gente que dá risada e diz “Virou boliviana agora carregando esse bebê assim?”. (Sim. Virei. ). Mas o bla bla bla qualquer mãe escuta de qualquer jeito, então, acho que isso não faz tanta diferença.

Reuni aqui algumas vantagens do sling, para quem ainda está na dúvida. Olha só:

  1. Seus braços ficam livres e você pode realizar outras atividades enquanto dá colo para o seu bebê. Certifique-se, apenas, de evitar coisas perigosas como andar de carro (os bebês devem sempre estar na cadeirinha de segurança) ou cozinhar (não é legal deixar a criança tão próxima de coisas como fogo, facas, água fervente, etc.).
  2. Com o balanço conforme você caminha, o calor, o aconchego, a proximidade da mãe e das batidas do coração dela, o bebê se sente de volta ao útero e se acalma.
  3. O sling pode ser usado desde que o bebê é recém-nascido até quando os pais quiserem, conseguirem e sentirem vontade.
  4. O peso do bebê é distribuído corretamente pelo seu corpo, o que evita coluna torta e aquele sentimento de que seu braço vai cair a qualquer momento de tanta dor. A coluna do bebê também fica em uma posição adequada, apesar de os críticos de plantão adorarem dizer o contrário.
  5. Você não precisa se preocupar em empurrar o carrinho em ruas esburacadas, cheias de guias não adaptadas. Não sei como é aí na sua cidade ou no seu bairro, mas aqui, tentei ir ao supermercado que fica na rua de trás de casa com a Marina no carrinho e me arrependi amargamente. Aliás, acho que foi nesse dia que eu cheguei em casa e entrei na internet para procurar o sling.
    babysling02
  6. O papai também pode usar o sling e ter uma leve ideia de como é ter um bebê na barriga.
  7. O bebê está seguro bem pertinho de você e ao alcance de sua visão.  Se ele sentir qualquer desconforto ou problema, você verá imediatamente e conseguir resolver rápido.
  8. Bebê de colo deve ficar no colo. E o sling é um elemento facilitador para as mamães carregarem os pequenos nos braços, sem, de fato, usar os braços. Hehe. Vários estudos já demonstraram que bebês que ficam no colo choram menos e são menos agitados. E uma banana para quem acha que a criança vai ficar mimada. Pelo contrário, quando eles sentem que suas necessidades são atendidas pelos pais, eles ficam mais confiantes e desenvolvem a independência mais cedo. De acordo com algumas pesquisas, os bebês indígenas, que são carregados sempre perto das mães, choram apenas por alguns minutos ao dia, enquanto nossos bebês, que passam a maior parte do tempo em carrinhos, cadeirinhas ou berços, choram por horas.
  9. Os movimentos dos pais ajudam o desenvolvimento físico do bebê. Conforme a pessoa que carrega a criança anda, levanta, abaixa, etc., o bebê aprenda a fazer movimentos de resistência e a responder com o próprio corpo, exercitando os músculos e a coordenação.
  10. É um santo remédio para os bebês que sofrem de cólica ou refluxo. A cólica vai embora porque a barriga do pequeno fica quentinha colada a sua e o refluxo fica menor porque a criança pode ser carregada em posição vertical, que favorece a digestão.


DOIS MOTIVOS EXTRAS

  1. Tem um modelo mais lindo que o outro, com estampas coloridíssimas. Dá vontade de comprar todos. Tem o wrap, tem de argola… O meu é um wrap sling preto de caveirinha, para chocar a sociedade que acha que coisas de bebês meninas devem ser rosa ou lilás, com estampa de borboleta. Ok, ataque de consumismo controlado. Sorry!
  2. A Gisele Bündchen também usa. Ela poderia ter uma babá empurrando seus bebês no carrinho, mas optou por VIVER a maternidade. ÍDALA. 

    babysling03

    Aqui, a Marina tinha 16 dias.

    Aqui, a Marina tinha 16 dias.

    Marina agora sabe como é estar na barriga do papai

    Marina agora sabe como é estar na barriga do papai

    Fotos: Arquivo pessoal e We Heart It

Anúncios

23 opiniões sobre “10 razões para usar o sling

  1. Adorei… sempre ficava em duvidas entre usar ou não. pq sempre via mamaes em blogs com crianças grandes e a Manu é pqna, tem apenas 2 meses, então… fiquei com medo. Ganhei um canguru e acho mega desconfortavel para a Manuella… vou comprar um hj mesmo, amei o post, seguindo esse blog a partir de hj

    abs.
    Mary…
    docemanuella.blogspot.com.br

  2. Também uso e concordo com tudo o que você disse. Não inventaram coisa melhor que o sling. Prefiro o wrap que é super confortável, dá para distribuir bem o peso, tem varias opções de portagem… O de argola eu uso menos porque o fato de apoiar tudo em um ombro só, ao menos para mim, é bem difícil e dá umas dores nas costas… Um abraço.

  3. Nossa super legar isso que você fez, em descrever as vantagens deste objeto que muitas vezes vemos outras mães usando e não pensamos como ele é tão aconchegante para o bebê ao invés de machuca lo, eu nunca usei, mas sempre tive vontade de usar e tinha medo, agora já não dá mais, quem sabe no próximo, amei seu post.

    Um abraço,
    http://belagestanteemae.com.br/

  4. Oii eu tenho ….mas o primeiro foi o canguru normal mesmo…mas sai por 15 min com q minha bebe e achei que ia entrar a alca dentro do meu ombro…nossa foi horrivel.nunca mais usei.cheguei em casa e fui correndo p internet e hj eu vndo slings porque eh muito bom mesmo…tem todos esse mostivos para usar..mas o melhor eh que nosso corpo agradece..nao ficaremos todas tortas heheh como sou Fisioterapeuta o sling wrap eh a melhor opcao pois sua coluna nao estara sobrecarregada. Um grande beijo para todas que assim como eu passa 3 ..4 .horas carregando seu bebe por ai.e ouvindo…coitada dessa crianca ai apertada kkkk e por ai vai…muitos conselhos e chatices dessas pessoas desinforadas e intrometidas .kk

    • Oi, Karen!

      Legal ouvir a opinião de uma fisioterapeuta. Também acho o wrap sling a melhor opção. Minha bebê também! Pela cara de felicidade que ela faz quando passeamos assim, dá para perceber.

      Beijos e obrigada pelo comentário.

  5. Pingback: 10 razões para usar o sling » Indiretas Maternas

  6. Quando vc falou sobre os comentários das pessoas me identifiquei demais kkkkkkk. No supermercado teve ate uma mulher que foi ‘averiguar’ se a perninha do meu bebe não estava presa! :O “Que sacrilegio carregar o bebe num troço desses!” “Desse ser quente!” “Deve ser horrível!” “Ele tá sufocado!” (e é porque já tem 6 meses!). É a parte chata, e aqui na minha cidade se duvidar eu sou a única que tem (o meu é um wrap sling tb!). Mas eu amo e se tiver outro filho vou carregar desde o nascimento! Adorei teu blog.

  7. Pingback: Enxoval: do que realmente um bebê precisa? | Casa, cozinha e fralda trocada

  8. Quanta coisa boa esses slings né família!!!
    Aqui também foi assim, a Naruê nasceu e ja foi para o sling no papai enquanto a placenta nascia!!!
    Daí surgiu um amor sem fim.. e uma mãe que ama costurar.. inventando moda pras amigas e um novo empreendimento na família… a Mãejericão!
    https://www.facebook.com/maeJericao
    Slings feito com amor e carinho de mãe para mãe e para toda família ter o bebê agarrdinho!!!
    Beijao e feliz slingadas!!!

  9. Pingback: 10 razões para usar o sling | Tribo do Apego

    • Oi, Andreia. Que bom que gostou. Pode colocar o relato no site de vocês, sim. Só colocar o link aqui para o blog, que está lindo. Obrigada pela visita e pelo comentário. Beijo enorme! Vou visitar o Bebe Canguru, com certeza.

  10. Amei a ideia, minaha bebe tem 30 dias e estou louca para ter o meu. Aonde comprou o seu? Achei lindo personalizado. Pode responder por email se preferir, quero meu wrap sling pra ontem rsrs beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s