Apresento-lhes o cisto pilonidal

Quando eu disse que toda a dificuldade que eu não tive no início da gestação resolveu aparecer agora, no último mês, o destino não precisava levar tão a sério. Brincadeira. Acho até pecado eu reclamar da minha gravidez, sendo que vejo meninas por aí sofrendo infinitamente mais. Mas o fato é que meu sumiço nos últimos dias teve uma razão de ser e ela atende pelo complicado nome de cisto pilonidal.

Já tive esse probleminha há uns três ou quatro anos, quando ainda nem sonhava em engravidar. Na ocasião, já foi megadifícil, mas o tratamento foi mais simples porque eu não tinha restrições em tomar medicamentos. Agora, quando o tormento voltou, pessoal, vou contar: pensei que eu estava passando por um teste sério de resistência à dor. Só quem já teve isso, sabe como é.

Na verdade, o cisto é uma inflamação que acontece próxima à área do cóccix, aquele último ossinho da coluna. O treco começa a inchar como se fosse um furúnculo, uma espinha gigante, um pelo encravado ou alguma dessas coisas nojentas e doloridíssimas. Só que em uma intensidade e em um tamanho que podem ser multiplicados por 2.345,65.

Achei melhor não ilustrar o post com uma imagem de um cisto pilonidal. Acreditem. Vocês não iam querer ver. Apesar de ser inútil, aviso desde já: não procurem no Google Images.

Achei melhor não ilustrar o post com uma imagem de um cisto pilonidal. Acreditem. Vocês não iam querer ver. Apesar de ser inútil, aviso desde já: não procurem no Google Images.

O lugar já é superdifícil para qualquer pessoa normal, porque toda vez que você se senta ou deita, todo o seu peso (ou grande parte dele) fica concentrado sobre aquela parte do corpo. Imagina numa grávida, que carrega dez quilos a mais do que o normal. E que não consegue ficar deitada de barriga para baixo? E que não pode tomar antiinflamatório e nem qualquer antibiótico? Pois é. A coisa é tensa.

Foram duas semanas dolorosas e sofridas. Eu nem conseguia pensar na bebê, porque a dor era tão intensa e chata, que ocupava a minha mente o tempo inteiro. Depois de umas quatro visitas a pronto-socorros diferentes aqui em São Paulo, em meio a trânsitos e manifestações, reza brava, compressas de ervas, pomadas naturais e promessas para todos os santos, comecei a tomar um antibiótico mais fraco, que não causa problemas para a gestação, e um analgésico também permitido para futuras mamães. Então, um dia, trabalhando de casa – porque vir para o escritório era uma tortura maior do que eu podia suportar –, me levantei para ir ao banheiro e percebi que o treco tinha estourado. Uma poça de sangue e pus havia se formado sobre a cama. Um nojo só! Mas foi um alívio! Ainda doía, mas pelo menos o corpo estava eliminando aquela substância que causava o sofrimento. Me senti outra pessoa.

Agora voltei a ser uma pessoa normal – nem lembrava como era isso. Voltei a pensar na Marina e voltei a sentir toda a ansiedade do mundo, que parece ter triplicado agora que completamos 37 semanas. Se ela decidir nascer, já não será mais considerada um bebê prematuro. Agora que já passou a terrível dor do cisto, não vejo a hora de sentir a dor do parto (sei que posso me arrepender amargamente dessas palavras “não vejo a hora de sentir a dor do parto”em alguns dias, mas mesmo assim…).

Espero que a próxima ausência seja só por conta do nascimento da Marina.

Foto: Pinterest

Anúncios

30 opiniões sobre “Apresento-lhes o cisto pilonidal

  1. Não tenho esse cisto, mas tenho furunculos horriveis na virilha e sei muito bem como é essa dor.
    E quanto a dor do parto é bem diferente, primeiro porque nao é por dias, segundo todo esse desejo dé conhecer a pequena ajuda bastante e terceiro depois fica um lembrança bem embaralhado do que é essa dor.
    Falta pouco!!!
    Bjs
    Mari
    #amigacomenta
    http://maricriando.com.br

  2. Pingback: Ela chegou! – Relato de parto humanizado na Casa Ângela, em São Paulo | Casa, cozinha e fralda trocada

  3. Estou com mesma situacao… Entao existe a possibilidade de essa desgraca estourar e aliviar o sofrimento sem necessidade de dreno??? Estou com 33 semanas e eh exatamente assim… nao da pra se concentrar em mais nada de tanto que doi!

    • Oi, Diane. Entendo TOTALMENTE o seu sentimento. O meu estourou sem dreno, mas precisei tomar antibiotico. Tem um pronto-socorro a que você possa ir para conversar com um médico? Ninguém merece…

      Beijos e boa sorte! Passe aqui para dar noticias depois.

      • também já passei por isso com 8 meses de gravides é tanta dor que queria até que tirasse minha filha antes do tempo, hoje peço perdão á Deus mais era tanta dor que não conseguia pensar em mais nada. estourou apos 2 semanas também

    • Oi, Rafael. Não operei. Dizem que o certo é operar quando ele não eat inflamado e quando ele não está inflamado, a ultima coisa que quero fazer na vida é lembrar que ele existe. Rs. Você vai operar?

  4. olá boa tarde!

    sei bem como é a sua dor, tenho esse bendito cisto pilonidal há pelo menos um ano. é horrível, desde lá tenho lido tudo sobre ele para achar um tratamento adequado, mais até hoje as noticias não são boas. Li que não tem cura, e que a cirurgia também depois de algum tempo pode aparecer de novo a inflamação. Então, pela sua experiencia, você toma algum remédio que adianta? sem precisar que drenar toda hora? Porque o meu médico corta com bisturi, sem anestesia local, drena…. aí isso volta, até nos primeiros meses ele vasa sozinho, mais a cada seis meses tenho que voltar lá. Detalhe, ele não quer operar porque a recuperação são tres meses deitada de bumbum para cima, curativo todos os dias e dores só quando respiramos…. To arrasada..rs.

    Muito obrigada.Vou aguardar sua resposta.

    Ana.

    • Oi, Ana. Tudo bem?

      Na verdade, nunca drenei. Só tomei antibióticos/antiinflamatório receitados pelos médicos. Dessa última vez, a médica me disse que não adiantaria drenar, porque o pus ainda não estava concentrado sabe? Estava vermelho só, não com aquela cor amarelada (ÉCA). Então, se drenasse ia doer e não ia resolver nada, por que o pus não ia sair.

      Depois me conta como resolveu o seu!

      Obrigada pelo comentário e boa sorte com o cisto.

  5. Às pessoas que escreveram aqui e que sofrem com isso dou uma dica: façam a cirurgia o mais rápido possível, não fiquem deixando pra depois. Por que? Simples. O bicho vai ramificando e crescendo, então quando não se aguenta mais e se decide partir pra cirurgia mais sofrível será o pós-operatório.
    Digo isso porque desde que fui diagnosticado com esse cisto, adiei a cirurgia por 13 anos até que não aguentei mais, e ele então estava, segundo meu médico, com um tamanho atípico. Deixei esse intruso crescer em meu cóccix anos e anos e agora estou aqui com 17 dias de operado, um rombo enorme em traseiro e realmente esse período após a cirurgia é um negócio meio chato, doloroso. Nem tenho previsão de quando vou poder voltar às minhas atividades normais.
    Encarem o problema de frente, não adiem a decisão da cirurgia e muito importante: não procurem por imagens ou vídeos no Dr. Google, porque não são nada animadoras

  6. Olá pessoal, eu também tive cisto pilonidal realmente e uma dor horrível….fiz a cirurgia de emergência porque a drenagem não iria resolver meu caso era questão de horas para pegar uma infecção generalizada, fiquei cinco dias em observação…graças a deus não era minha hora….rs hoje faz três anos que fiz essa cirurgia, tem duas semanas que descobri que estou gravida….espero nunca mais ter esse cisto…Doiiiii de maiiiiis

  7. Eu já passei por isso, foi a pior parte na minha gestação e hoje 3 anos depois estou com o bendito cisto novamente. Como isso é horrivel, vou ter que fazer uma cirurgia agora para remoção.

    • Olá..tenho esse cisto mas não estou grávida, pelo contrário vou fazer a cirurgia agora com medo de quando eu engravidar ele inflamar. Pois bem,já tive 4 crises em 6 anos e infelizmente só resolve com cirurgia e quanto mais tempo você demora a fazer maior será s ferida que fica porque o cisto vai enraizando. O ruim da cirurgia é q ela fica aberta para sarar de dentro para fora. Meu conselho.. Não guarde doença,guarde dinheiro!!!

  8. tenho este troço desde 1998 durante cerca de 3 dias a cada dois meses me eincomoda,ou seja tenho a 17 anos,mas como sei que não mata e não vira cancer,tenho medo de operar,nos hospitais de hoje se entra com o pé torcido e se sai morto complicado entende

    • Oi, Gletson. Mas você já foi a um médico para verificar? De repente, podem receitar algum medicamento ou fazer uma punção para que, pelo menos, o problema te incomode com menos freqüência, enquanto não opera. Abraços e boa sorte! Vanessa

  9. Bom, com 16 anos tive a primeiro e horrível experiência com esse problema, o cisto estourou e fiz drenagem dps disso nao me incomodou mais, hoje com 23 anos ele voltou, sentia um inchaço ja sabia q era ele mas nal incomodava, ate o dia q o onibus passou pela lombada e acabei pressionando a área do cisto, ele cresceu ficou grande vermelho doia muito só conseguia focar deitado, fui ao hospital, o cisto nao estourou tiveram q fazer 2 pequenos furos nele sem anestesia e drenaram pressionando, foi uma dor horrivel em breve marcarei a cirurgia.

    • Estou sofrendo disso, Deus q me perdoe, mais q doença mais fdp é essa? Faz três anos que tenho o cisto pilonidal e não operei ainda, talvez por causa do medo. O negócio é compressas quentes e passar óleo hidratante várias vezes ao dia, até drenar sozinho. Boa sorte a todos!!!

  10. Estou com 32 semanas e com o cisto bem inflamado e dolorido, é o segundo episódio disso na gestação. Estou tomando cefalexina e remédio P dor. Fiz uma punção que não ajudou muito, tenho que aguardar drenar sozinho. Você disse que usou algumas coisas naturais, o que seria … Tudo que puder aliviar e ajudar a vazar estou topando pois é muito dolorido.

    • Olá Jose, tudo bem?! Não muito né…rsrsrs
      Nossa até hoje esse cisto foi a minha pior dor até agora,olha que já operei da visicula, tive cólica renal, mesmo assim esse cisto ganha disparado! incrível porque não tem muitas explicações sobre o assunto, não dizem muito porque acontece…enfim, depois de muitas drenagens agora o meu tem resolvido com uma receita caseira achada na internet….muito alho (anti-inflamatório) e azeite. Espremo o alho, não muito e rego com azeite, depois coloco no microondas até ficar morninho. Depois faço compressa com bolsa de água quente (ate hoje melhor aquisição, a bolsa, rs) em pouco tempo ele drena sozinho no banho, com chuveirinho mesmo. To contado os meses já que não dreno 1 ano,5 meses 2 dias…kkkk igual dependente mesmo. Hoje já to sabendo como lidar, já conheço a dor, mudei até minha forma de sentar, troquei tudo em casa,sofá, cadeira de estudo….tudo onde “possivelmente” essa coisa apareceu…
      Bom espero ter ajudado um pouco.
      Melhoras!
      Ana.

  11. JÁ TIVE DIVERSAS VEZES TODAS AS VEZES TOMAVA ANTIBIOTICO TRAMAL ATÉ MORFINA JA TOMEI DRENANDO POR ANESTESIA LOCAL DA ULTIMA VEZ TIVE CRISES CONVULSIVAS POR TER APLICADO MUITA ANESTESIA HJ ESTOU GRAVIDA DE 6 SEMANAS E VOLTOU ESTA ENORME ESTOU A BASE DE PARACETAMOL E CEFALEXINA TO COM MEDO DE PERDER MEU BEBE NÃO AGUENTO MAIS PASSAR POR ISSO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s